segunda-feira, 21 de abril de 2008

Andando no escuro

Salmo 18.28-33

Tu és a minha lâmpada; ó Senhor! O Senhor ilumina-me as trevas (2Sm 22.29).

Você já tentou fazer alguma coisa no escuro? Fica muito difícil comer no escuro, escrever no escuro, colocar linha em uma agulha em um local sem iluminação. Muitas coisas que fazemos com facilidade, quando temos uma boa iluminação, ficam quase impossíveis de serem realizadas no escuro.
Tenho certeza que ninguém com um pouco de juízo andaria em uma estrada à noite de carro com os faróis apagados, em alta velocidade ou se aventuraria a caminhar por montanhas cheias de abismos à noite sem ter certeza de qual é o caminho seguro.
Infelizmente nem sempre usamos essa mesma lógica para cuidar de nossa vida espiritual. Muitas dificuldades que enfrentamos são grandes, pois não estamos utilizando a luz da Palavra de Deus para torná-las pequenas. Problemas podem ser resolvidos facilmente quando enxergamos as soluções de Deus para eles.
É muito triste perceber como muitos estão em alta velocidade, andando por caminhos perigosos, andando a beira de abismos, sem ao menos verem onde estão indo. Provérbios 4:19 nos diz: “o caminho dos ímpios é como densas trevas; nem sequer sabem em que tropeçam.”
Diante do caminho que temos que percorrer é necessário sermos guiados pela luz divina. Essa luz de Deus vai brilhando em nossa vida cada dia mais, nos proporcionando condições de andar melhor, por caminhos seguros (Pv. 4:18; 13:9).
A maior fonte de luz se encontra na Palavra de Deus; ela é lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos. Nos mandamentos e instruções da Palavra de Deus encontramos luz.
Não devemos ficar reclamando da escuridão nem viver sem a luz de Deus. É preciso buscar a verdadeira luz e depois iluminar o mundo, refletindo a luz de Cristo.
Que Deus mantenha acesa nossa luz, transforme toda escuridão de nossa vida em luz. Assim vamos vencer as barreiras e transpor as muralhas que estiverem diante de nós.

Para não tropeçar na escuridão busque a luz de Deus.