segunda-feira, 21 de abril de 2008

Graça Sobreabundante

Romanos 5.12-21

Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a Graça (Rm 5:20).

A tendência natural de ressaltar o que é mal nos faz muitas vezes acreditar que o poder da morte, da influência do pecado, é maior do que a influência da vida, da salvação.
Mentira. Essa é mais uma mentira em que caímos quando cedemos à nossa natureza pecaminosa.
O capítulo 5 do livro de Romanos nos deixa claro que maior é a força do sangue de Jesus, para nos salvar, do que a força do pecado de Adão para nos levar à morte. Não devemos acreditar na mentira, que é pensar na supremacia do pecado sobre a graça.
O v. 20 é claro quando diz que o pecado é abundante. Ele é intenso, envolvente e destruidor, mas a graça é superabundante, é sobreabundante; o sacrifício de Jesus e o resultado dele é superior a qualquer outro poder.
Se estamos enfraquecidos, sendo levados ao desanimo, a dar lugar à tentação e ao pecado, sendo pressionados por sua força, é hora de lembrar que temos liberdade para rejeitar o pecado, e condição para sairmos deste estado de desesperança, porque se a força do pecado é grande, maior é a força que temos em Jesus.
Quem reina em nossa vida, a partir do momento em que somos tocados por Deus e nos entregamos a Ele, é a graça pela justiça para a vida eterna (v.21).
Comece todos os dias firmado na verdade de que muito maior é o reino da vida. Se em Adão reinou a morte, em Jesus reina a vida. Não podemos ser enganados pela idéia tão constante de que a influência de Adão é maior do que o resultado da obra de Cristo. Não é.
Todas as vezes que formos pressionados pela força do pecado, devemos, podemos e temos que recorrer à super-força de JESUS.

Mude de estágio: deixe Adão e olhe para Jesus.