terça-feira, 22 de abril de 2008

Imperdoável ?

II Crônicas 33:1-20

Quando ele orou, o SENHOR o ouviu e atendeu o seu pedido e o trouxe de volta a Jerusalém e a seu reino. E assim Manassés reconheceu que o SENHOR é Deus (II Cr 33:13).

É muito difícil acreditar na reabilitação de algumas pessoas. Como acreditar que pode haver recuperação de quem praticou homicídios, tráfico de drogas ou outros crimes hediondos?
Mas será que existe uma linha que separa o crime tolerável de um crime imperdoável? Será que existe um limite para a possível recuperação de alguém?
A história de Manasses demonstra que não há limites para a ação de Deus na transformação de vidas.
Manasses começou a reinar com apenas 12 anos e foi um rei muito mal. Ele praticou o que encontrou de pior nas nações de sua época. O texto bíblico relata que ele reconstruiu altares idólatras, adorou as estrelas, queimou seus filhos em sacrifício, fez adivinhações, feitiçarias, magias, consultava espíritos, fez tudo o que desagradava ao Senhor. O povo também se corrompeu pelo exemplo de Manassés. Eles não deram ouvidos a Deus e foram atacados pelo exército assírio. Manassés foi preso com ganchos no nariz, amarrado com correntes e levado para a Babilônia. No momento de sofrimento, no fundo daquela prisão, Manassés orou com fervor ao Senhor, cheio de humildade e arrependimento e o Senhor o ouviu e o perdoou.
Deus resgatou a vida de Manassés. Ele foi liberto, reconheceu que o Senhor é Deus, retirou os altares idólatras do templo e restaurou o altar do Senhor. O povo também passou a servir a Deus de forma verdadeira.
Esta história demonstra que Deus pode tocar no coração de qualquer pessoa, independente do que tenha praticado. Lendo esta história temos nossa fé despertada, percebendo que Deus pode mudar a vida de muitas pessoas que nós pensamos não ter mais solução.
Neste texto vemos que Deus pode mudar nossa vida. Se Deus perdoou Manassés que cometeu tão graves pecados como matar seus filhos, também podemos ter nossa vida perdoada e nossos caminhos endireitados.

Deus faz de pessoas problemas, grandes bênçãos.