terça-feira, 22 de abril de 2008

Rotina que liberta

Êxodo 3:6-12

Mostra-me, SENHOR, os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas (Sl 25.4).

Quando pensamos em rotina logo nos lembramos do sentido negativo que esta palavra tem. É comum ouvir alguém dizer que devemos fugir da rotina. Definimos rotina como uma repetição monótona das mesmas coisas, o fazer tudo sempre igual de forma cansativa.
Mas rotina não significa somente algo ruim. O termo rotina é derivado da palavra em inglês, route, que significa rota, caminho, itinerário habitual. Se pensarmos em rotina como um caminho seguro, reto, uma rota da qual não devemos nos desviar, vamos perceber que ao invés de fugir da rotina, devemos buscar encontrá-la.
Qual a sua rotina? Qual a rota de sua vida? A rota ou rotina que devemos buscar é o caminho de Deus. Devemos ter hábitos saudáveis e caminhar em uma direção firme, por uma estrada única.
Na rotina de um homem não pode falta amor, perdão, oração, fé. Nossa rotina não deve ser estradas escuras de um caminho em direção a um precipício. Nosso caminho deve ser em direção a Deus. Jesus disse certa vez: “Eu sou o caminho”. É neste caminho que devemos andar.
Quando ouvir falar de rotina, não pense que se trata apenas de algo ruim. Lembre que rotina pode significar uma rota segura, uma direção correta a seguir. Não devemos fugir da rotina somente. Às vezes, é necessário ter medo de quebrar a rotina.
Todos os que querem se manter na rota correta, devem buscar com atenção ouvir a Deus. Devem se distanciar dos maus caminhos, estradas esburacadas, paradas loucas e desvios para ruas sem saída. Para que isso ocorra, é preciso buscar equilíbrio com a ajuda de Deus.
Quando o povo de Israel estava preso no Egito, Deus ouviu o seu clamor e enviou Moisés para tirá-los de lá e guiá-los até a terra de Canaã.
Deus ouve também o seu pedido hoje, Ele pode te libertar dos maus caminhos, te guiar pelo caminho de salvação em Jesus.

O caminho utilizado corresponde ao destino a alcançar.