quarta-feira, 17 de junho de 2009

É dia

João 11.8-14

O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria (Ec 9.10).

Recentemente a história de Phillip Petit foi contada em um documentário muito premiado. O Frances Phillip praticou o chamado crime artístico. Sem autorização, ele, em 7 de agosto de 1974, cruzou 8 vezes e meia o vão entre as duas torres gêmeas de Nova York ao equilibrar-se num cabo de aço, a 450m de altura, sem nenhum equipamento de proteção. O que impressiona é sua determinação de levar em frente um sonho que teve aos 17 anos enquanto folheava uma revista que falava sobre a construção dos dois prédios que, quando terminados, seriam os mais altos do mundo. Daquela hora em diante, dedicou toda sua vida ao preparo para realizar seu sonho.
Deus nos deu a vida e juntamente com ela nos d­á um caminho a seguir. O tempo que temos é incerto para nós. Não sabemos o que vai acontecer nos próximos anos, nos próximos dias e nem nas próximas horas. Deus ordena os acontecimentos de maneiras inesperadas. Portanto o que é colocado diante de nós é preciso ser feito com atenção e dedicação. Jesus compara seu ministério às doze horas de um dia judaico. Cada hora de seu dia deveria ser bem utilizado. Quando a noite chega, ou seja, o momento de cessar as obras já haveria cumprido sua missão. A determinação de Jesus é visível, ele não se importou com o perigo de ser aprisionado ou apedrejado, ele não se preocupou com a possibilidade de ter que ir sozinho, quando seus discípulos deixaram claro a sua intenção de ficar, dizendo: vais voltar lá? Jesus estava movido pela urgência de sua missão que era ressuscitar Lázaro para a glória de Deus.
É dia, e enquanto é dia, precisamos cumprir o chamado de Deus para nossa vida. Gastar cada minuto buscando promover a glória de Deus. Fazendo assim não vamos correr inutilmente, gastar o nosso suor com vaidades percebendo tarde que já não resta mais tempo.

Enquanto é dia não adie.