terça-feira, 21 de junho de 2011

A Natureza

Salmo 19.1-4
Senhor, Senhor nosso, como é majestoso o teu nome em toda a terra! (Sl 8.9)
Quando olhamos para a natureza ficamos impressionados com tanta beleza, isso porque não olhamos para uma coisa simples e sim para a criação de Deus.
Olhamos para algo que o próprio Deus afirmou ser muito bom. No registro da criação, vemos a declaração de Deus dizendo: “...viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom” (Gn 1.31).

A criação vai além da sua beleza, ela também reflete a glória de Deus. O Salmo 19 diz que os céus declaram a glória de Deus, proclamam a obra das suas mãos. Olhando para a criação o homem pode reconhecer a existência de Deus. Ele se manifesta e pode ser visto através das coisas que criou. Romanos 1.20 afirma que: “desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas...” O Salmo 19 e também o Salmo 8 dizem que em toda terra pode se ouvir a voz de Deus, cuja glória é cantada nos céus. O salmista está se referindo à beleza dos céus, da lua e das estrelas que são obras das mãos de Deus. A natureza, até mesmo sem palavras ou algum som, grita sobre a existência e a glória de Deus. 
Infelizmente muitas vezes o homem prefere ignorar a presença de Deus. Vive desapercebido de Deus, não glorifica o seu nome, não reconhece que precisa de sua ajuda. Em uma atitude egoísta, tem destruído a natureza criada por Ele. Tem esquecido a ordem de Deus para que o homem subjugasse e dominasse seu ambiente. Tem deixado de cumprir a ordem de cuidar da terra. Esquece que o controle da poluição, o cuidado com as florestas, rios, meio ambiente é responsabilidade moral do homem.
Portanto ao olhar para a beleza da natureza, perceba que você está olhando para a obra da criação de Deus. Lembre-se de que você não está sozinho neste mundo e também que é responsabilidade nossa ter cuidado especial com a natureza.

Cuidar e contemplar a natureza é cuidar de si mesmo e glorificar a Deus. 

Rev. Hebert dos Santos Gonçalves