quarta-feira, 18 de abril de 2012

Ambição cega


Charlie Boswell sempre foi meu ídolo. Inspirou-me e a muitos outros a se elevar acima das circunstâncias e viver a verdadeira paixão. Charlie perdeu a visão na Segunda Guerra Mundial ao salvar seu amigo de um tanque em chamas. Era um grande atleta antes do acidente e, em testemunho do seu talento e determinação, resolveu tentar um novo esporte, que ele nunca havia praticado enquanto enxergava... golfe!

Com muita persistência e um profundo amor pelo esporte, veio a ser Campeão Nacional de Golfe para Cegos! Recebeu o título 13 vezes. Um dos seus ídolos era o grande golfista Ben Hogan, portanto, foi uma verdadeira honra para Charlie vencer o Prêmio Ben Hogan em 1958.
Quando foi apresentado a Ben Hogan, Charlie ficou deslumbrado e confessou seu desejo de jogar uma partida com o grande campeão.
Hogan, por sua vez, sabendo das conquistas de Charlie, considerou o convite uma honra.
– Quer jogar a dinheiro? – perguntou Charlie.
– Não posso jogar a dinheiro com você, não seria justo! – disse Hogan.
– Ah, que é isso, Hogan. Mil dólares por buraco!
– Não posso. O que as pessoas diriam, tirando vantagem da sua condição? – insistiu o campeão.
– Está com medo, Hogan?
– Tudo bem! – Hogan aceitou com relutância. – Mas vou jogar o melhor que sei!
– Muito bem, Charlie, escolha a hora e o lugar.
Confiante, Charlie respondeu:
– Hoje às dez horas... da noite!

John Kanary

Você não está só – Histórias de amor e coragem
Jack Canfield, Mark Victor Hansen e Barry Spilchuck - Ediouro