domingo, 18 de dezembro de 2016

Emanuel

Isaías 9.6 

“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco)” – Mateus 1.23.

Todos os anos a história do Natal é contada em muitas línguas, para diferentes pessoas. Se quiséssemos resumir esta bela história em apenas duas palavras, elas seriam: Deus conosco. Deus se encarnou, por isso devemos celebrar, nos alegrar, comemorar o Natal.
Quando Jesus nasceu, podiam dizer com certeza: Deus está conosco. Era a realização da promessa da aliança de Deus com o seu povo.  No tempo oportuno nos visitou. "...vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei" Gl 4.4. 
O grande plano de Deus é o da redenção da humanidade. Deus projetou, a partir da eternidade, o modo como salvaria o ser humano, perdoando seus pecados. A manifestação de Deus na pessoa do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é uma realidade que celebramos. 
É claro que nesta época de Natal muitas outras coisas estarão tentando ocupar a nossa mente. Compras, família, feriados, fim de ano, Papai Noel. Mas devemos a cada momento refletir sobre o verdadeiro significado desta data, o nascimento de Jesus, o Salvador. 
Deus enviou seu filho para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebessem a adoção de filhos; para reaver o que lhe pertencia por direito de Criação. Nos libertou do pecado e nos tornou seus filhos. 
Jesus veio a este mundo para nos dar uma vida em abundância. Seu nascimento é o nascimento do Salvador, do bom pastor que deu a vida pelas suas ovelhas. Ele é o Senhor a quem devemos seguir. "Se alguém quer me seguir, esqueça os seus próprios interesses e me acompanhe. Que vantagem terá alguém em ganhar o mundo inteiro, se ele mesmo se perder?" 
Deus é conosco, temos vida plena em Jesus, ele é o nosso conselheiro, nossa força, nossa paz. A partir do momento que o temos como nosso Senhor, sabemos que ele está no governo de todas as coisas.


Nosso presente de Natal é a presença de Jesus