quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

No temporal

Salmo 29

Ele perguntou: “por que vocês estão com tanto medo, homens de pequena fé?” Então ele se levantou e repreendeu os ventos e o mar, e fez-se completa bonança (Mt 8.26).

Neste Salmo, Davi vendo a tempestade declara a grandeza de Deus. Ele nos convida a descansar e crer em um Deus que está acima das tempestades da vida. Um Deus que tem as ondas do mar sobre o seu mandar. Um Deus que está conosco para nos salvar. 
Repetidas vezes neste salmo encontramos a expressão “a voz de Deus”. Na tempestade, quer na vida, quer na natureza, é tempo de ouvir a voz de Deus. Aliás, muitas tempestades acontecem em nossas vidas exatamente porque fomos duros, indiferentes, alheios à voz de Deus. João Calvino em seu comentário deste salmo diz: “A voz do Senhor é vista nas tempestades violentas. É monstruoso imaginar que os homens não se deixem comover pela voz de Deus.” Deus as vezes nos deixa entrar no temporal para que aprendamos ouvir sua voz. 
Como disse Raul Gonçalves na letra de um hino: “Quando a tempestade ruge com o seu feroz bramir, quando as nuvens se acumulam, raios mil a despedir. Do trovão o som tremendo faz-se ouvir e com pavor! Mas por sobre a tempestade soa tua voz, Senhor. Eis que ouvimos tua voz, a animar os que andam sós. E em ti sempre confiados, vão por ti sempre a lutar, nesta vida tormentosa, qual fragor do vasto mar.”
Na tempestade, mesmo com o barulho dos trovões podemos ouvir a doce voz de Deus. Pedro, quando estava sendo tragado pelas violentas ondas do mar, gritou por socorro. Jesus estendeu-lhe a mão e tirou-o do meio das águas. O mar se aquietou e Pedro se acalmou. 
O grande questionamento de Deus para nós é: Porque vocês estão com tanto medo? As tempestades mais do que produzir medo elas são oportunidades para ouvirmos a voz de Deus. Nas tempestades podemos ver o agir de Deus, podemos buscar abrigo em suas asas. 
Esteja certo que o Senhor preside aos dilúvios. É rei que governa as tempestades. Ele dá força ao seu povo e o abençoa com a bênção da paz.  

Aprenda ouvir a voz de Deus no temporal