segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Semear

Gálatas 6.7-10

Ele também lhe mandará chuva para a semente que você semear, e a terra dará alimento rico e farto. Naquele dia o seu gado pastará em grandes prados (Is 30.23).

Não se deixem enganar. Assim começa o texto de Gálatas 6.7. É este o problema. Acreditamos erradamente que é possível semear uma coisa e colher outra. Mas fato é que colheremos o que plantamos. Veja esta poesia de autor desconhecido que diz: Quem planta árvores, colhe alimento. Quem planta flores, colhe perfume. Quem semeia trigo, colhe pão. Quem planta amor, colhe amizade. Quem semeia alegria, colhe felicidade. Quem planta a vida, colhe milagres. Quem semeia verdade, colhe a confiança. Quem semeia fé, colhe a certeza. Quem semeia carinho, colhe gratidão. No entanto, há quem prefira semear tristeza e colher amargura. Plantar discórdia e colher solidão. Semear vento e colher tempestade. Plantar ira e colher inimizade. Plantar injustiça e colher abandono. 
Não se deixe enganar. Seja um semeador consciente. Escolha as melhores sementes. Diariamente espalhamos sementes por todo lado. Semeamos com nossas palavras, com o que fazemos, com o que alimentamos nosso pensamento. Até não semear é uma forma de semear a preguiça. Está diante de nós o encargo de escolher as melhores sementes e espalhar ao nosso redor confiando que Deus dará o crescimento. Como ensina Is 30.23, Deus enviará a chuva para que a semente plantada possa crescer. 
Nesta tarefa de semear, a nossa maior responsabilidade é semear a Palavra de Deus. Somos chamados para anunciar a verdade bíblica. É preciso falar sobre a razão da nossa fé e esperança. Esta palavra será semeada através de nosso testemunho diário e também através do evangelismo pessoal. Não existe melhor semente do que a palavra de Deus. É a semente que dá frutos eternos. Mesmo que ela seja rejeitada por alguns, quando plantada num bom coração frutificará não somente na vida deste, mas irá se espalhar através para outros corações. 


Ao recebermos a dádiva da colheita farta temos muitos motivos para agradecer.