quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Audição

Tiago 1.19-25

“Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma” (Sl 143.8). 

Ouvir é um privilégio maravilhoso! Os sons do universo são absolutamente fantásticos! Deus nos deu a audição e a relacionou com a nossa alma! É como se a audição, bem como os outros sentidos do corpo humano, fossem ligações entre o universo externo e tangível da criação de Deus ao universo interno e intangível da nossa alma! A prova disso é que os momentos mais importantes da nossa vida estão associados às músicas, aromas, imagens, sabores e texturas. 
Entretanto, devemos tomar um extremo cuidado, pois se através destes canais para a alma forem introduzidas coisas contaminadas, certamente nossa alma também será adoecida! O Salmista, no texto acima, suplica ao Senhor para que o faça ouvir, no começo do dia, as notícias maravilhosas da graça de Deus para que a sua alma fique satisfeita e a confiança no Senhor não seja abalada. 
Portanto, aproveite bem o privilégio de ouvir! Cuide de seus ouvidos! Ouça aquilo que é saudável! Ouça aquilo que edifica! Ouça aquilo que talvez não é agradável no momento, mas traz benefícios depois! Não perca tempo com os muitos barulhos e ruídos que estão por aí. Esteja pronto para ouvir sobre o amor, a graça, a misericórdia e a orientação segura do Senhor para sua vida! Ouça a voz de Deus. Esteja atento ao que ele tem para te falar. 


“As palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e trazem cura para os ossos” (Pv 16.24).