quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Guarde o coração

Salmo 86.11-17
Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4.3).

Está difícil mudar? Já tentou agir diferente? Você muda de atitude, mas parece que sempre tudo volta ao mesmo lugar? Isso ocorre porque nossas tentativas de mudar o comportamento ignoram o coração, porque o nosso desejo de mudança não é sincero.  Até começamos bem, mas logo desistimos. Mas, principalmente o problema é que nós ignoramos que a mudança deve ser de dentro para fora e não de qualquer outra forma. Não adianta limpar o exterior do copo, a árvore má sempre irá produzir maus frutos.  
Nosso cuidado precisa ser guardar o coração. Precisamos tratar, cuidar dos pensamentos e desejos dele. Ele sempre irá conduzir nossas ações. 
O alvo do cuidado de Deus é o nosso coração. Ele diz: Porei no seu coração as minhas leis e sobre a sua mente as inscreverei (Hb 10.14).
Qualquer outra mudança que não começa no coração será temporária. A transformação verdadeira ocorre quando ouvimos a voz de Deus dizendo: Filho dá-me teu coração (Pv 23.26). Precisamos orar a Deus pedindo: Ensina-me o teu caminho, Senhor, para que eu ande na tua verdade; dá-me um coração inteiramente fiel, para que eu tema o teu nome (Sl 86.11). Orar como o salmista que disse: “Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável” (Sl 51.10).
A mudança é possível porque não depende de nossas forças. Ela acontece quando aprendemos a depender de Deus. 


Um coração transformado e moldado por Deus é a vontade dele para você.