terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Continue falando

Romanos 11.1-5

Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2Tm 4.2).

Um pregador chegou certa vez a uma cidade para ensinar a Bíblia a seus habitantes. A princípio, as pessoas ficaram entusiasmadas com o que ouviam. Mas pouco a pouco, a rotina da vida espiritual era tão difícil, que homens e mulheres se afastaram, até que não ficou uma só alma para ouvi-lo. 
Um viajante, ao ver o pregador pregando sozinho, perguntou: 
- Por que continuas exaltando as virtudes e condenando os vícios? Não vês que ninguém aqui te escuta?
- No começo, eu esperava transformar as pessoas – disse o profeta. – Se ainda hoje continuo pregando, é apenas para impedir que as pessoas me transformem.
A tarefa que temos de anunciar as virtudes de Deus, de proclamar a salvação em Jesus, de ensinar princípios contidos na Bíblia nem sempre é uma tarefa fácil. Como Elias, às vezes, nos sentimos sozinhos. Nos sentimos tentados a desistir e até participar da impiedade que tanto falamos contra. 
Para o problema da solidão de Elias, Deus respondeu: “Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal.” Não podemos desistir. A palavra semeada pode não brota instantaneamente, mas ela não será desprezada. Existem pessoas que ainda temem a Deus. E mesmo que ninguém ouça, como disse o pregador da nossa ilustração, continue anunciando para que você não seja transformado ou seja influenciado pelo mundo. 


Tu, porém, prega a fé, vai e anuncia o reino de Deus.