quarta-feira, 1 de março de 2017

Atitude

Mateus 5.14-16

É necessário que façamos as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar” (Jo 9.4).

Muita gente vive cheia de planos, grandes ideias, e até fala para seus amigos e familiares o que deseja realizar. Mas sempre fica apenas na expectativa. Nunca começa a agir e se começa alguma coisa, logo desiste. O fato é que existem muitas coisas que devemos fazer e devemos fazer logo. Como disse Jesus: “façamos enquanto é dia”. Um outro erro comum é achar que sempre sabe o que o outro deve fazer. Sempre tem boas ideias, mas espera que alguém faça. Como na fábula “A reunião geral dos ratos” que diz o seguinte: Uma vez os ratos, que viviam com medo de um gato, resolveram fazer uma reunião para encontrar um jeito de acabar com aquele eterno transtorno. Muitos planos foram discutidos e abandonados. Por fim, um rato jovem levantou-se e deu a ideia de pendurar uma sineta no pescoço do gato; assim, sempre que o gato chegasse perto, eles ouviriam a sineta e poderiam fugir correndo. Todo mundo bateu palmas: o problema estava resolvido. Vendo aquilo, um rato velho que tinha ficado o tempo todo calado levantou-se de seu canto. O rato falou que o plano era muito inteligente, que com toda certeza as preocupações deles tinham chegado ao fim. Só faltava uma coisa: quem ia pendurar a sineta no pescoço do gato? 
Mais do que planejar e não realizar ou planejar esperando que outro venha a realizar precisamos simplesmente cumprir nosso papel. Lembremo-nos de que nosso principal papel é ser sal da terra e luz do mundo. Melhor que ter boas ideias, devemos sempre entender que nossa missão é seguir a vontade de Deus.


O que temos feito na obra da evangelização?