terça-feira, 7 de março de 2017

Boa aparência

2Coríntios 5.11-13  

“Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça” (Jo 7.24).

Demostrar felicidade virou uma obrigação. Para parecer bem, usamos todos os recursos que temos disponíveis. Um recurso muito usado hoje para isso são as redes sociais. Lá postamos as nossas melhores fotos, nos melhores lugares, nossas viagens, jantares. Então nossos “amigos” curtem estas fotos e dizem o quanto somos maravilhosos e nós gostamos disso. E acreditamos que nosso mundo é perfeito. Não quero dizer que o mundo seja um desastre. Não vivemos um caos, mas também nem tudo é perfeito e maravilhoso. Enfrentamos problemas e nem sempre estamos felizes. É um grande erro ceder aos apelos da felicidade artificial. Viver uma vida de maquiagem. “As máscaras aderem ao rosto, tornam-se parte dele. O principal defeito das mentiras que usamos para o mundo é que, com o tempo, passamos a crer nelas” (Leandro Karnal). Começamos mentindo para os outros e passamos a mentir para nós mesmos. O grande problema disso é que nos conformamos com a ideia de que tudo está muito bem. Portanto não preciso me preocupar, não preciso mudar nada, em time que ganha não se mexe. 
É preciso ter uma visão real das coisas e de si mesmo. Precisamos entender que a vida não é uma festa, mas uma batalha. Os problemas são reais e não podem ser vencidos com palavras positivas. Mais importante do que parecer bem é sermos honestos. Devemos ter mais vergonha de receber um elogio não merecido, do que de alguém conhecer nossa fraqueza. 


Que não sejamos reconhecidos apenas pela aparência, mas pelo que realmente somos.