sexta-feira, 31 de março de 2017

Preocupações

Lucas 12.25-26

Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal” (Mt 6.34).

Nunca é demais ouvir isso: “Não andeis ansiosos com o dia de amanhã”. Não fique constantemente preocupado. A palavra grega que corresponde a preocupar-se, merimnao, tem sua raiz no verbo merizo (dividir) e em nous (mente). Uma mente dividida é uma mente enfraquecida, sem capacidade de decidir corretamente. “Enervar-se hoje com os problemas de amanhã é algo que drena a força da qual você precisa para agora, deixando-o anêmico e fraco”, disse Max Lucado.
Se dividirmos a palavra preocupação em duas: pre e ocupação. Podemos chegar perto do que significa preocupação. Ocupar-se de algo antes que aconteça. Tentar resolver problemas que ainda nem existem. É certo que por mais preocupado e ansioso que alguém esteja, a simples preocupação não irá resolver seus problemas. Além de não resolver nada, a preocupação pode se tornar um hábito. O mau hábito de ficar ansioso por qualquer motivo. Procure lançar diante de Deus as suas ansiedades, lembrando que ele tem cuidado de você. Busque o Senhor e renove a sua esperança. “Bom é o SENHOR para os que esperam por ele, para a alma que o busca”. 
O ensino bíblico diz que no lugar de nos preocupar, devemos entregar a Deus toda nossa ansiedade. Aquele que sempre tem cuidado de nós, não irá nos abandonar. Sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica.


Preocupar-se, só enquanto for útil.