segunda-feira, 10 de julho de 2017

Abatido

Isaías 57.14-16

“Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos” (Is 57.14).
É certo que enfrentamos muitos problemas e muitas são as lutas diárias. Mas será que nossa vida é tão ruim assim? Será que não nos acostumamos com o lamento? Será que passamos a olhar com pessimismo e em qualquer coisa encontramos motivo para reclamar, ficar abatido?
Responda sinceramente: Existem razões plausíveis para se estar abatido? Jorge Müller respondeu esta pergunta da seguinte forma: “Existem duas, mas somente duas razões. Se ainda não somos convertidos, temos razões para ficar abatidos; ou, se já somos convertidos, mas estamos em pecado, então de fato ficamos abatidos. Mas a não ser por uma dessas duas causas, não temos porque ficar abatidos, pois tudo mais pode ser trazido diante de Deus em oração e súplicas, com ação de graças. E quanto às necessidades, dificuldades e todas as provas porque passamos, podemos em tudo exercitar a nossa fé no poder de Deus e no seu amor”.
Lembre-se que existem muito mais motivos para estarmos alegres e felizes neste momento, do que motivos para o abatimento. Quem dá espaço para a alegria, se fortalece, tem um espírito firme, um rosto formoso. Mas aquele que vive abatido dá espaço para a doença. Salomão disse que o espírito abatido faz secar os ossos (Pv.17.22). Olhe para o que te dá esperança e seja feliz. 

A existência de Deus é a nossa motivação.