domingo, 3 de setembro de 2017

Ilusão ou realidade

1Coríntios 4.1-5

“Portanto, não julguem nada antes da hora devida; esperem até que o Senhor venha. Ele trará à luz o que está oculto nas trevas e manifestará as intenções dos corações. Nessa ocasião, cada um receberá de Deus a sua aprovação” (1Co 4.5).

O cientista Donald Hoffman afirma que vivemos uma ilusão e que a nossa própria mente nos oculta a realidade. Para ele, é bem provável que nada do que você vê seja realmente “real”. Hoffman acredita que nossos cérebros escondem a VERDADEIRA realidade de nós, porque — dito de maneira simples — ela poderia explodir nossas mentes assustadas. “Somos moldados com as percepções que nos permitem sobreviver. E isso envolve ocultar de nós as coisas que não precisamos saber”. Vemos a realidade como ela é ou será que vivemos dentro de uma “ilusão” criada por nossas próprias mentes? Temos como julgar os acontecimentos e pessoas de forma correta? Sabemos o que é real, verdade ou mentira? Cada vez mais somos expostos a informações totalmente opostas em relação a coisas e pessoas. Realmente é muito difícil saber quem está com a razão e o que está realmente acontecendo a cada momento. 
A melhor forma de buscar entender a verdade sobre coisas e pessoas é analisar o que as pessoas estão dizendo, o julgamento dos homens. Também observar o que eu acredito ser, o julgamento da minha consciência. Mas, mesmo assim, o único e verdadeiro julgamento é o julgamento de Deus. A recomendação de Paulo é que temos que tomar cuidado com o juízo precipitado. Seja sobre nós ou sobre as outras pessoas. Sempre devemos lembrar que somente Deus conhece todas as circunstâncias e motivações das pessoas. 

Quem não busca aproximar-se da verdade de Deus, vive realmente uma ilusão. 


O que julgarmos deve ser segundo a palavra de Deus.