terça-feira, 12 de setembro de 2017

Irrepreensível

Atos 16.1-5

“Seja o meu coração irrepreensível nos teus decretos, para que eu não seja envergonhado” (Sl 119.80).

Irrepreensível é “o que não merece censura; que não pode ser repreendido”. Uma qualidade exigida principalmente aos líderes da igreja, mas é importante ser buscada por cada um de nós. O chamado à santidade na Bíblia é claro – “Sede santos porque eu sou santo”. Não dá para aceitar alguém ser crente e continuar fazendo as mesmas coisas. O evangelho transforma. Quem realmente se arrepende de seus pecados produz frutos do arrependimento. Fomos santificados em Cristo e somos chamados para sermos santos. Aquele que furtava não furte mais. Pacificadores serão chamados filhos de Deus. Não pagueis mal com o mal.
Em resumo, um homem irrepreensível é um homem de boa reputação, de comportamento exemplar. Quando Paulo chegou a Listra em sua segunda viagem missionária, ele ouviu falar de Timóteo. “Dele davam bom testemunho os irmãos em Listra e Icônio” (At 16.2). Em outras palavras, Timóteo tinha uma boa reputação; era irrepreensível em todo o seu procedimento. Observe três coisas: 1- As pessoas falavam sobre Timóteo. Uma boa reputação gera comentários e antecedentes positivos. 2- Mais de uma pessoa estava falando bem de Timóteo. Este é um bom teste para saber se uma pessoa tem ou não uma boa reputação. 3- Os irmãos falavam bem de Timóteo em Listra e Icônio. A reputação de Timóteo era boa em casa e longe de casa. 
Leva tempo desenvolver uma boa reputação, mas deveria ser o alvo de cada cristão. Deve acontecer naturalmente, enquanto crescemos e amadurecemos na vida cristã.


Que nossa vida possa ser exemplo para outras pessoas.