sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Trabalhar com prazer

Eclesiastes 2.24-26

“Nada há melhor para o homem do que comer, beber e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho. No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus” (Ec 2.24). 

Trabalho, para muitos, tem sido sinônimo de sofrimento. Muitos jovens estão fugindo do trabalho, pois veem seus pais chegarem em casa com uma cara de quem está péssimo, deitam no sofá, quase desmaiam e dizem que chegaram do trabalho.
Muita gente tem sofrido, gente que fez do trabalho um jugo pesado, que poderá gerar stress ou depressão, e até mesmo a morte.  
O grande problema é a visão errada do trabalho. Muitos pensam no trabalho como apenas um meio de ganhar dinheiro e ficar ricos. É preciso entender que o trabalho faz parte da vida, mas é para o sustendo diário e não para acumular riquezas. Nosso trabalho também não deve ser visto como uma ação individualista e sim como uma contribuição na sociedade. É compensador saber que fazemos parte de um grande projeto. Cada trabalhador tem uma participação onde vive, na formação de sua comunidade. É preciso também entender que trabalho exige esforço, dedicação do nosso tempo. Alguns parecem que só querem desfrutar do salário, sem trabalhar. Mas também é importante entender que não devemos ser escravos do trabalho. É preciso ter tempo para descansar e fazer outras coisas. Mas a chave para entendermos o significado do trabalho e da vida está em desfrutar de todas as coisas na presença de Deus. Fora de Deus, nada terá sentido. Seja uma promoção ou um salário mais alto. Tudo vem da mão de Deus e devemos desfrutar com gratidão a ele. 


Seja trabalhar, seja comer ou beber, tudo seja feito para a glória de Deus.