terça-feira, 24 de outubro de 2017

Esperança Gloriosa

Romanos 5.1-5

“Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Rm 5.1).

Jesus, o príncipe da paz, nos trouxe a paz. Uma paz perfeita que o mundo não pode dar. A paz da amizade com Deus. Em Jesus temos acesso a Deus. Por isso, estamos firmes e podemos nos gloriar na esperança da glória de Deus. A esperança é benefício da justificação. R. C. Sproul faz um comentário muito interessante sobre isso. Ele diz que a esperança definida aqui é muito diferente do que imaginamos. Esperança para nós é um desejo de que certas coisas aconteçam. Por exemplo: tenho esperança que meu time vai ganhar. Dizemos: não sei, mas tenho esperança que sim... Tenho desejo que aconteça, mas não tenho certeza. Este não é o conceito bíblico de esperança. “Esperança é chamada na Bíblia de âncora. Esperança é a certeza que temos. Enquanto a fé olha para algo que já aconteceu, a esperança é simplesmente a fé olhando para frente. Esperança é a âncora da estabilidade e firmeza na navegação”. 
Gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Gloriamo-nos na glória – no contemplar a Deus, no cultuar a Deus. Gloriar é celebrar. Um senso de celebração e êxtase além dos níveis normais de alegria. Quem deposita sua esperança em outras coisas, constantemente se decepciona. Esperar em Deus é conquista certa. Tão grande é a força da esperança que até mesmo nas tribulações somos fortalecidos. É muito bom saber que Deus nos ama. Este amor fortalece nossa esperança e nos dá confiança em todas as circunstâncias. 

Estejamos firmes na esperança que não decepciona.