domingo, 15 de outubro de 2017

Ideias sob controle

Salmo 64.5-10

“Anulando toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo” (2Co 10.5).

Um psicanalista estava atendendo uma paciente e ela disse: “É, eu tenho ideia fraca…” Ele disse: “Eu também penso as mesmas coisas doidas que você pensa... Ninguém é louco porque suas ideias são fracas. As ideias não são coisas. Só existiam na sua cabeça. Agora, se você pensa que suas ideias são realidade, então você é realmente doida.” Para exemplificar o que estava dizendo, ele mostrou para sua paciente um quadro horrível, cheio de cenas infernais. E disse para ela: “De onde o pintor tirou aqueles imagens medonhas? De dentro de sua própria cabeça. Ele não era louco, era um artista. Ele sabia que as suas ideias não eram coisas”. 
É interessante a ideia defendida aqui. Eu devo ser dono dos meus pensamentos. Eu preciso controlar o que penso e não o que eu penso me controlar. Não podemos deixar, principalmente, que os maus pensamentos sejam mais fortes que nós mesmos. Eu possuo pensamentos, mas eles não devem me possuir. Não devo me sentir fragilizado por ter “ideias fracas”. Devo ficar triste quando minhas ações são comandadas pelos meus piores pensamentos. Quem vive assim é louco. Louco por abandonar a Deus. Teimar no mau propósito. “Projetam iniquidade, inquirem tudo o que se pode excogitar; é um abismo o pensamento e o coração de cada um deles” (Sl 64.6). O justo confia no Senhor e busca um reto coração. Procura dominar todo pensamento humano fazendo com que ele obedeça a Cristo.


A sabedoria de Deus faz forte a mente fraca.