segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Não devemos amar

1João 2.15-17

“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15).

Por que Deus diz que não devemos amar o mundo? Amor parece algo sempre válido. Tanto que as pessoas dizem: “Toda forma de amor deve ser permitida”, “pecado é não amar”, “o importante é seguir seu coração”.  
O mundo que o texto fala não é das pessoas e coisas boas. A ordem que diz que não devemos amar o mundo se refere a amar o mal que procede do mundo. Não devemos amar o que Deus odeia. Os valores que não procedem de Deus. Os desejos da carne, a cobiça dos olhos e o orgulho pelas coisas da vida. Isso não devemos amar e sim, nos afastar. 
É impossível amar o mundo ou a Deus ao mesmo tempo. Quem busca o amor de Deus se afasta do amor ao mundo. Quem se aproxima do mundo, esquece a Deus. Quem ama o mundo tem pouco tempo para desfrutar dele. O mundo passa. Os prazeres do mundo são transitórios. Os prazeres do mundo são falsos. Mesmo enquanto ainda podem ser desfrutados não oferecem realmente o que prometem. Amar o mundo é viver uma ilusão. Quem ama a Deus tem paz presente e aguarda grande glória na eternidade. Quem ama a Deus ama a luz e está no caminho da verdade. Se alimenta com o pão que satisfaz e bebe da água que vai jorrar eternamente. 

Não se deve amar o mundo. Sobre todas as coisas, devemos amar a Deus.