terça-feira, 10 de outubro de 2017

Não somos daqui

Hebreus 11.13-16

“Pois a nossa pátria está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” (Fp 3.20).

Isaías 59.14 é um retrato do mundo em que vivemos. “Pelo que o direito se retirou, e a justiça se pôs de longe; porque a verdade anda tropeçando pelas praças, e a retidão não pode entrar”. Mas não podemos nos acostumar com o mundo do jeito que ele é. Esta desordem, fruto do pecado não é natural. O mundo foi criado perfeito, o homem sem pecado. Este mundo esquisito será um dia restaurado. 
Uma revista dizia: “Chega a ser cansativo o tempo todo procurarmos conselho antes de escolher um médico ou um mecânico; recolhendo informação sobre um bairro, sobre uma empresa, tudo para minimizar a possibilidade de sermos vitimados. Um mundo no qual estamos sempre em estado de alerta para nos proteger contra a exploração: física, jurídica, financeira e emocional. E, lá no fundo da alma, sabemos que as coisas não deveriam ser assim”.
Sim, as coisas não deveriam ser assim. Mas embora sejam, não podemos nos acostumar ou nos conformar com elas. Nossa alma deve ansiar por um lugar melhor. Devemos lembrar que não somos daqui. Este sentimento de desconforto que temos, é porque ainda não chegamos em casa. Seria estranho se estivéssemos totalmente à vontade vivendo neste mundo perdido. Devemos lançar ao Senhor Deus a nossa angústia a respeito de nossa insatisfação neste mundo. Pedir que ele nos ajude em nossa peregrinação.


Deus, me ajude a não desanimar.