segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Anote aí!

Provérbios 7.1-4

“O SENHOR me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo” (Hc 2.2).

Eu sempre esqueço coisas. Por isso, anoto compromissos e não falto ou atraso a eles. Existem coisas sem importância que nem valem a pena ficar lembrando, mas diariamente nossa mente recebe informações que são belos tesouros. Essas ideias precisam ser anotadas, desenvolvidas. Só existe uma forma de fazer isso. Sentar e escrever. Crie o hábito de anotar pensamentos, frases que valem a pena ser guardadas. Crie o hábito de escrever pequenas reflexões, ideias que ficam por algumas horas em nossa cabeça, que se não forem anotadas, irão sair e talvez demorem muito tempo para voltar. E quando voltam já não são as mesmas. 
Rubem Alves disse sobre o escrever pequenos textos: “A cabeça é uma caixa de segredos onde se ajuntam os mais diferentes tipos de pensamentos. Alguns deles são tranqueiras mesmo e os jogo fora. Outros ficam lá dentro e vão ajuntando, enchendo minha canastra secreta. Não tenho coragem de me livrar deles. Resolvi então retirá-los da caixa em que estavam guardados e transformá-los em brinquedos”. Ele diz que escrever era o jeito que ele tinha de brincar. Uma brincadeira muito saudável. 
Principalmente quando estudamos a Bíblia ou lemos algum livro edificante, é muito bom aproveitar para escrever, resumir, grifar o que mais nos tocou, registrar o que aprendemos com nossa leitura. Isso será edificante para você e, se você compartilhar, poderá ser edificante para os outros.

Não perca nada, anote tudo que Deus fala com você.