quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Ama, e faze o que quiseres

Romanos 13.8-10

É Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele (Fp 2.13).

“Ama, e faz o que quiseres” é uma frase de Agostinho. O que ele quis dizer com isso? Claro que não está dizendo que cada um deve fazer o que tiver vontade. A ideia é que devemos, em primeiro lugar, amar a Deus e ao nosso próximo. Assim o nosso querer é purificado. Podemos fazer o que quisermos, pois quem ama só quer o fazer o bem. Tomados pelo amor iremos ter uma vida no caminho de Deus. Eneziel Andrade, falando sobre esta frase, disse: “Agostinho se baseou na Bíblia; especificamente em Paulo, que escrevendo aos Romanos disse: ‘quem ama ao próximo tem cumprido a lei. Pois isto: não adulterarás, não matarás, não furtarás, não cobiçarás e se há qualquer outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: amarás ao teu próximo como a ti mesmo’ (Rm 13.8,9). Quem ama o próximo não tem prazer em levantar falso testemunho contra ele. Quem ama o próximo não tira o que lhe pertence. Quem ama o próximo não precisa ter inveja do que ele tem. ‘O amor não pratica o mal contra o próximo’ (Rm 13.10). Logo, Agostinho tinha razão: quem ama de verdade a Deus, a si mesmo e ao seu próximo poderá fazer o que quiser, pois o amor estabelecerá os limites da liberdade e da busca pelo prazer”. 
A frase completa de Agostinho diz: “Ama, e faz o que quiseres. Se calares, calarás com amor; se gritares, gritarás com amor; se corrigires, corrigirás com amor; se perdoares, perdoarás com amor. Se tiveres o amor enraizado em ti, nenhuma coisa senão o amor serão os teus frutos”.
Este mandamento divino a respeito do amor é sempre um desafio que temos diariamente a cumprir. Enquanto muitas pessoas vivem pensando apenas nelas mesmas, somos chamados a amar nosso próximo. 
Deus é amor! Como imitadores de Deus, devemos também imitá-lo em seu amor. Desta forma, vivendo em comunhão com Deus e nosso próximo, podemos fazer o que quisermos pois é Deus que efetua em nós o querer segundo a sua vontade. 


Em Cristo temos plena liberdade.