domingo, 14 de janeiro de 2018

Corte a corda

Salmo 27.1-6

Edifiquem-se, porém, amados, na santíssima fé que vocês têm, orando no Espírito Santo (Jd 20).

Um alpinista resolveu, depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua sozinho. Já estava escuro quando a apenas 100m do topo ele escorregou e caiu. Nesse angustiante momento de queda, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele já havia vivido em sua vida. De repente ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade. Como todo alpinista experimentado, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura. Nesses momentos de silêncio, suspenso pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar: - Ó MEU DEUS ME AJUDE !! De repente uma voz grave e profunda vinda do céu respondeu: - QUE VOCÊ QUER DE MIM MEU FILHO? - Me salve, meu Deus, por favor!! - VOCÊ REALMENTE ACREDITA QUE EU POSSA TE SALVAR? - Eu tenho certeza meu Deus. - ENTÃO CORTE A CORDA QUE TE MANTÉM PENDURADO. Houve um momento de silêncio e reflexão. O homem se agarrou mais ainda à corda e refletiu que se fizesse isso morreria. Conta o pessoal de resgate que no outro dia encontraram um alpinista congelado, morto, agarrado com força com as suas duas mãos a uma corda a tão somente dois metros do chão. Você teria tamanha fé ou se juntaria ao alpinista?
Embora esta seja uma história criada, serve como uma bela ilustração a respeito da fé. É preciso confiar e descansar em Deus, independentemente das circunstâncias. Diz o salmista: Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração não temerá; ainda que se declare guerra contra mim, mesmo assim estarei confiante (Sl 27.3). Certa vez Agostinho disse: “Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser”. 
Deus permite que passemos por muitas adversidades para nos provar, nos fortalecer. Jesus nos convida a ter uma fé dinâmica, uma fé prática que busca confiar no Senhor e percebe a sua presença a cada momento. 

Nossa fé é aumentada na medida que nos aproximamos de Deus e o conhecemos.