domingo, 11 de março de 2018

Cama curta

Isaías 28.16-20

A minha salvação e a minha honra de Deus dependem; ele é a minha rocha firme, o meu refúgio (Sl 62.7).

Você já tentou dormir no sofá? E se cobrir com um cobertor infantil? Não é uma boa experiência. Dormir no sofá é ruim, se seu sofá não for destes novos, mais modernos e largos, não terá espaço suficiente para se esticar. Usar um cobertor que você tem que escolher se cobre o pé ou o pescoço não vai te aquecer. “A cama é tão curta, que ele não pode se deitar, o cobertor é tão estreito, que não dá para ele se cobrir” (Is 28.20). O profeta compara a situação em que o povo se encontrava com a de alguém que procura descanso em seu sofá: ele quer se esticar, mas a cama é curta demais; quer proteger-se do frio, mas a coberta é demasiadamente estreita” (J. Ridderbos). O profeta fala sobre o perigo que o povo estava correndo em confiar na aliança com o Egito no lugar de confiar em Deus. Isaías também diz: “Os abrigos em que vocês confiam não são seguros; eles serão destruídos por chuvas de pedra” (Is 28.17b).
Sem Deus não poderá haver descanso, nem proteção adequada. “Todas as providências humanas tanto para a vida atual como para a eternidade, são insuficientes e falhas. Necessitamos do Senhor Jesus, o Filho de Deus, o único Salvador” (Harold H. Cook).
Cama curta é nossa confiança na saúde, no dinheiro, no poder ou em qualquer outra coisa, no lugar de confiar em Deus. Quem confia nestas coisas, sem lembrar do mais importante, está descoberto, em uma cama curta da qual pode cair a qualquer momento. Devemos edificar a nossa casa sob a rocha e não em refúgios de mentira. Se a casa não for solidamente alicerçada poderá vir a cair. Quem edifica sua casa sobre a areia, um dia irá se arrepender. 
Grande é o cuidado e amor de Deus em nos prevenir sobre estas coisas. É maravilhoso todo conselho que vem de Deus. Eles são verdadeiros, pois ele é grande em sabedoria. Que possamos ouvir a voz do Profeta e sair logo do sofá. Descanse no palácio do Rei. 

Quem depende de Deus não será abalado.