domingo, 2 de setembro de 2018

Alimentador de esquilos

Salmo 65

Coroas o ano com a tua bondade, e por onde passas emana fartura (Sl 65.11). 

David H. Roper conta a seguinte história: “Anos atrás, coloquei um alimentador de esquilos numa árvore, a alguns metros da nossa casa. É uma peça simples - duas tábuas e um prego no qual se prende uma espiga de milho. E desde então, todas as manhãs, um esquilo vem desfrutar da refeição do dia. É um animal bonito - preto com a barriga redonda acinzentada. Sento-me na varanda dos fundos, pela manhã, e o observo enquanto come. O animalzinho arranca cada grão da espiga, segura-o com as mãos, vira-o e come o que está dentro do grão. No fim do dia, não sobram grãos, somente uma pequena e arrumada pilha de sobras de cascas debaixo da árvore. Apesar dos meus cuidados por ele, o esquilo tem medo de mim. Quando me aproximo, ele foge, refugia-se numa árvore, grita quando chego muito perto. Ele não sabe que sou eu que providencio a comida para ele. Algumas pessoas agem assim com Deus, e fogem dele, com medo. Não reconhecem que ele as ama e provê ricamente para que desfrutem de tudo”.
“Coroas o ano com a tua bondade”. O que esperar de Deus? De Deus só podem vir coisas boas. Ele nos ama e cuida de nós em todo tempo, todos os anos, todos os dias do ano. Reconhecer este amor de Deus por nós nos atrai a sua presença sem medo, sem desconfiança. 1 Jo 4.18 diz: “No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor”. Nos aproximamos de Deus pois o medo de sermos castigados se dissipa ao sabermos que ele nos perdoa e nos dá a salvação. Sabemos que fomos reconciliados com Deus por intermédio de Cristo. A guerra se transformou em paz, no lugar da ira temos a misericórdia. O pai amoroso não arma armadilhas para prender seus filhos, ele os alimenta. “Como são felizes aqueles que escolhes e trazes a ti, para viverem nos teus átrios! Transbordamos de bênçãos da tua casa, do teu santo templo” (Salmos 65.4)!

Experimente a plenitude de paz ao lado de Deus.