quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

O segredo de frutificar


Leitura Bíblica: João 15.1-5

A figueira produz os primeiros frutos; as vinhas florescem e espalham sua fragrância (Ct 2.13a).

Um viticultor conta que certa vinha não correspondeu às suas expectativas durante muitos anos. Era uma vinha sadia, porém produzia poucos frutos. Finalmente, chegou um ano em que a vinha ficou carregada de lindos cachos. Para entender o mistério, o viticultor cavou a terra para ver as raízes e foi seguindo-as até que descobriu que as raízes haviam atravessado a terra, até alcançarem as águas de um rio que lhe fornecesse a necessária umidade. O segredo de sua vitalidade estava em seu contato com as águas. 
Comparativamente, podemos ver muitas pessoas andando sem vitalidade, sem frutificar. Pessoas que somente encontrarão paz quando estenderem suas raiz até Deus. Somente em união vital com Cristo, podemos produzir frutos. Jesus disse: “Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim” (Jo 15.4). A promessa de Jesus para quem se une a ele é de uma vida abundante. “Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto” (Jo 15.5a). O Salmo 1.2-3 semelhantemente diz que quem tem prazer na lei do Senhor e na comunhão com Jesus é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.
Mas Jesus também deixa claro que sem a sua presença não há manutenção da vida. “Sem mim nada podeis fazer” (Jo 15.5). Com Jesus nosso trabalho dará muitos frutos, sem Jesus nada podemos fazer. Sem Jesus o que fazemos pode até ser bem visto como algo bom, mas o verdadeiro fruto só pode vir de um relacionamento sincero com ele. Somente a partir do momento em que temos comunhão com Jesus, conhecemos seus ensinos e experimentamos do seu amor que passamos a frutificar realmente. Com estes frutos, glorificamos a Deus e ajudamos os outros. 

Uma videira não se alimenta de seus frutos, ela os doa.