sábado, 27 de abril de 2019

Bênçãos não requeridas


Leitura Bíblica: Tiago 4.1-3

Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á (Lc 11.9).

Uma ilustração que lembro muito bem é a história das bênçãos não requeridas. Conta-se que uma senhora, cristã piedosa, sonhou que morreu e foi para o céu. Lá chegando, começou a andar de um lado para outro até que chegou a uma sala, onde estavam milhares de pacotes, grandes uns, menores outros, todos embrulhados como para presentes. Cada pacote tinha um nome e um endereço. Entre os pacotes encontrou vários com seu nome e endereço. Perguntou ao cicerone o que significavam aqueles embrulhos e ele disse que eram bênçãos destinadas aos cristãos na Terra. - Mas eu encontrei vários pacotes destinados a mim e eu nunca recebi nada disso. Então respondeu o cicerone: Não recebeu, porque a senhora nunca pediu. Essa mulher, apesar de cristã, não conhecia o que disse o apóstolo Tiago: “Cobiçais e nada tendes, matais e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes porque nada pedis, pedis e não recebeis porque pedis mal para esbanjardes em vossos deleites” (Tg 4.2-3).
A questão que Tiago levanta se desenvolve em duas situações. Não é apenas o problema de pedir ou não pedir. Ele fala que além de pedir, devemos pedir por motivos certos. O que ocorre, muitas vezes, é que deixamos de pedir muitas coisas que receberíamos de Deus, pois é da sua vontade. No lugar, pedimos o que não convém, coisas que apenas demonstram nosso egoísmo, nossa preocupação pessoal e não um compromisso com as coisas de Deus. Tiago nos faz um alerta: “Não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres”. 
Precisamos rever nossa motivação, nossas prioridades. Fazemos isso quando nos aproximamos mais de Deus em oração, buscando conhecer a vontade de Deus. Quando nos empenhamos em realizar a obra de Deus, é certo que é da vontade dele nos abençoar. 

Deus quer dar boas dádivas aos seus filhos.