segunda-feira, 1 de abril de 2019

Dia da peta


Leitura Bíblica: Efésios 4.25-29

Não lhes escrevo porque não conhecem a verdade, mas porque vocês a conhecem e porque nenhuma mentira procede da verdade (1Jo 2.21).

É primeiro de abril. Dia da mentira, da peta, dos bobos, dos tolos, da brincadeira. Será mesmo? Falar sobre isso pode parecer chato. Pode parecer um texto de alguém que não tem senso de humor, que fica procurando pecado em tudo, um crítico frustrado. Mas vou correr este risco porque realmente acho que mentir nunca será uma diversão. E não fui eu quem disse isso, foi o sábio Salomão em Provérbios 26.18-19: “Como o louco que atira brasas e flechas mortais, assim é o homem que engana o seu próximo e diz: Eu estava só brincando”. Em um texto sobre 1 de abril, o Rev. Hélio O. Silva lembra a seguinte ilustração: Dizem que Tomás de Aquino, o grande autor da Suma Teológica, estava na sala de aula do seminário católico onde estudava, quando alguns de seus colegas entraram apressadamente dizendo: - Olha, olha Tomás, tem uma vaca voando lá fora. E Tomás saiu correndo para ver essa maravilha da criação. Acontece que Tomás de Aquino era meio bobalhão e lento para entender certas coisas. Quando ele retornou desapontado, seus colegas rindo dele a valer falaram-lhe: - Como você pôde cair numa brincadeira boba dessas Tomás? Tomás respondeu fazendo cara de não sei o quê: - Eu prefiro acreditar que tem uma vaca voando lá fora que um cristão mentindo aqui dentro. Sua frase entrou para a história...
Como cristãos devemos deixar toda a mentira. Seja qual for a motivação, a mentira sempre terá como fonte o engano. Seu o objetivo é trapacear e tirar sarro de alguém. Divertir-se com o outro, primeiro vendo ele cair na sua arapuca e depois vendo a cara dele quando descobre que foi enganado. Paulo diz, em Efésios 4, que devemos deixar, abandonar, nos afastar da mentira. E no lugar dela devemos falar a verdade. Somos membros uns dos outros, somos unidos e devemos ajudar uns aos outros e não enganar. 
Hoje, anuncie a Cristo, a verdade e a vida.