quarta-feira, 10 de abril de 2019

Quase 1200


Leitura Bíblica: Salmo 45.1-4

Com o coração vibrando de boas palavras recito os meus versos em honra ao rei (Sl 45.1).

Hoje vou escrever uma mensagem um pouco diferente. É um testemunho pessoal a respeito de como comecei a escrever. Posso dizer que muitas coisas contribuíram. Interessante que algumas delas foram negativas. Por exemplo, pela dificuldade de falar em público sempre precisei escrever e estudar muitas vezes o que escrevia para depois poder falar. Assim comecei a escrever quase todas as mensagens que pregava. Mas escrevia em forma de esboços, frases pequenas que não podiam ser aproveitadas como um texto. Foi aí que um dia, em uma das igrejas que fui pastor, um presbítero disse: “Eu acho um absurdo um pastor em uma semana não ter a capacidade de escrever um texto para colocar no boletim da igreja. A pastoral do boletim tem que ser escrita pelo pastor, é um local de comunicação direta com os membros da igreja”. Daquele dia em diante eu nunca mais fiquei sem escrever a mensagem do boletim. E quando recebi o convite para ser um dos escritores do Presente Diário (na época chamava-se Pão Diário) já tinha alguns bons textos prontos para enviar. Depois disso, tive um grande incentivo de outro presbítero para que eu lançasse um livro de mensagens com textos somente escritos por mim. Demorei para acreditar que isso seria possível, mas vi que não podia recusar este convite e doação dos livros. 
Como eu, você também deve ter alguma limitação. No lugar de sentir-se pequeno, incapaz, será que não pode usar isso para desenvolver outra qualidade? Escrever textos foi o que me ajudou a melhorar na pregação. Como passei por um puxão de orelha a respeito de semanalmente copiar mensagens dos outros para o boletim, passei a escrever textos quase diariamente. Este texto que você está lendo é o texto de número 1.190. Você também deve ter sido advertido por alguém. Se alguém tenta corrigi-lo, você se justifica ou tenta melhorar? 

Que este testemunho sirva para abençoar a sua vida.