quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Duvide!


Leitura Bíblica: Tiago 1.22-25

Meus amados irmãos, não se deixem enganar (Tg 1.16).

Você costuma colocar em prática a arte da dúvida? Não? Pois deveria. “A arte da dúvida é uma ferramenta que leva o Eu a explorar, abrir o subsolo da psique e as áreas mais nobres da memória. Essa nobilíssima ferramenta, usada pelos filósofos, ajuda a questionar a interpretação dos eventos da vida, reciclar verdades, revisar paradigmas, expandir o raciocínio. Quem começa a usar sistematicamente essa ferramenta tem grande possibilidade, uma semana após o início do seu uso, de expandir em pelo menos 20% o seu raciocínio multifocal/abstrato” (Augusto Cury). 
A dúvida pode ser uma forte aliada na descoberta da verdade. Antes de tomarmos decisões precipitadas, de afirmarmos conceitos absolutos, devemos checar a veracidade dos fatos, analisar com profundidade. Como um aluno que antes de escolher a alternativa correta em uma prova, analisa, duvida, checa bem a informação para que sua decisão seja a correta. Muitas decisões que nós chamamos de sábias podem ser loucas. Muitos conceitos prontos, respostas conhecidas, podem estar erradas. Vivemos em um mundo de mentiras, cheio de Fake news, roupas e eletrônicos falsificados que são carinhosamente chamados de primeira linha. Um mundo de aparências em que as pessoas fazem de tudo para ser notadas. Escondem o que realmente são demonstrando uma beleza invejável. 
Duvide! Mas não como um pessimista desconfiado. Não como um malvado mal humorado. Duvide no desejo de buscar a verdade. Na vontade de discernir as coisas com piedade. Duvide! Mas não apenas da ação dos outros. Devemos pôr em dúvida também as nossas boas obras. Esquadrinhar o nosso pensamento, nossos conceitos prontos, a nossa idolatrada opinião. Precisamos ser abertos a mudanças quando necessário, quando mudar significa elevar, melhorar. 
Só existe uma verdade inquestionável. A Palavra de Deus. É verdade que não passa, não muda. “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre” (Hb 13.8).

Não se deixe enganar, não se engane.