quarta-feira, 18 de setembro de 2019

O nariz do camelo


Leitura Bíblica: Salmo 101.1-4

O Senhor o protegerá de todo o mal, protegerá a sua vida (Sl 121.7).

Certa noite muito fria, um Xeique estava deitado em sua tenda quando um camelo afastou as abas de entrada e ficou espiando lá dentro. - Eu imploro, meu amo, disse o camelo, permita-me deixar meu nariz aqui dentro. Está frio demais lá fora. - Pois muito bem, bocejou o Xeique. Faça como quiser. O camelo enfiou o nariz dentro da tenda. - Se eu pudesse aquecer o pescoço também, disse. Para mim, dá no mesmo, respondeu o Xeique. O animal avançou o pescoço e distraiu-se durante um certo tempo olhando em torno. Depois de virar a cabeça para lá e para cá, acabou falando de novo: - Só vai ocupar mais um pequenino espaçozinho se eu colocar minhas patas dianteiras dentro da tenda. Eu me sentiria muito, muito melhor! O Xeique apenas deu de ombros e rolou de lado, para dar mais espaço. Mal o camelo plantara as patas dianteiras dentro da tenda, observou: - Meu amo, do jeito que estou, as abas estão ficando abertas. Acho melhor entrar por inteiro. - Como quiser, concordou o Xeique, afastando-se mais para o animal poder entrar inteiro. O camelo entrou, entupindo a tenda. E logo começou a olhar feio para o Xeique. - Estou achando, disse, que não há lugar suficiente para nós dois aqui dentro. É melhor você ir lá para fora, já que é bem menor. Só assim vai ter lugar suficiente para mim. Dito isto, empurrou o Xeique, jogando-o no frio e na escuridão. Sábia norma é resistir ao mal logo que surgir.
O mal vai tomando um “espaçozinho” de cada vez em nosso coração e quando menos percebemos, ele já está comandando as nossas ações e decisões. Existem portas que não devemos abrir, depois de abertas é muito difícil fechá-las. O Senhor nos protege de todo mal. Cabe a nós também repudiar todo mal e afastar o que não edifica. Longe de nós esteja praticar iniquidade, que seja do nosso agrado fazer a vontade de Deus. “Não siga pela vereda dos ímpios nem ande no caminho dos maus” (Pv 4.14).

Dê lugar ao que é justo e bom.