terça-feira, 22 de abril de 2008

Bondade existe?

Mateus 6.1-4

Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens. (Cl 3:23)

Vivemos em um mundo deformado que deforma, corrompe, enfraquece. Até mesmo coisas boas parecem poder ser corrompidas. Um exemplo disto é a bondade. Pergunto: Bondade existe, ou as pessoas fazem o bem para conseguir benefícios em seu favor?
Realmente encontramos muitas pessoas egoístas e individualistas que prestam serviços a outros, pois sabem que estes podem lhe trazer felicidade. Fazem algo para os outros não pensando neles, mas em si mesmas. O objetivo final é sempre seu próprio prazer. Estas pessoas estão corrompendo a bondade.
Isso não significa que devemos ficar desapontados com a bondade. Ou ficar desconfiados das pessoas que nos fazem bem como se elas estivessem querendo se aproveitar de nós. Quando alguém age com bondade, devemos ficar agradecidos e não desconfiados. Precisamos aprender a ser ajudados. Receber algo não é explorar ninguém, desde que não seja essa nossa intenção. Também, quando alguém precisar de nós, devemos ser atenciosos e bondosos, sem nos preocupar com benefício próprio. É preciso aprender a ajudar.
O que não pode nos conquistar é a idéia de que a bondade não existe. Ela existe e é uma das qualidades de Deus que foi concedida ao homem na criação. Nós fomos criados à imagem e semelhança de Deus. Ele nos criou com a capacidade de fazer coisas boas às pessoas.
O que é bondade? Bondade é levar felicidade a outros, isso até através do sacrifício pessoal. Bondade autentica não espera reciprocidade de seus atos. Quer o bem do próximo. Esta a sua única motivação.
Mais do que questionar a existência da bondade, é necessário olhar e questionar nossas próprias ações de bondade. É muito fácil dizer que nosso próximo é interesseiro, sem ao menos observar como somos da mesma forma bondosos apenas quando nos interessa ser. Pense bem. Sua bondade é verdadeira ou você está caindo no enorme erro de corromper a bondade?

Bondade, só se for de boa vontade.