quinta-feira, 25 de abril de 2019

Prosseguir


Leitura Bíblica: João 14.27-31

Agrada-te, Senhor, em libertar-me; apressa-te, Senhor, a ajudar-me (Sl 40.13).

Um senhor, certa vez, percebeu que um boi havia entrado em seu jardim e estava destruindo os canteiros. Começou a andar em torno do jardim à procura do “rombo” na cerca por onde o boi pudesse ter entrado. - Não é possível, dizia o homem, não há nenhum buraco por onde possa ter entrado! A mulher que estava observando o marido já há algum tempo, interveio: - Em vez de ficar procurando o lugar por onde o boi entrou, trate logo de expulsá-lo do jardim antes que ele acabe com tudo! 
Realmente, em certos momentos, no lugar de ficarmos procurando entender alguns problemas, é preciso encontrar imediatamente um meio de resolvê-los. No lugar de ficar procurando um culpado, precisamos agir em busca de uma solução para o que nos aflige. Quanto antes começarmos a limpar a sujeira, aparar as brechas, corrigir as falhas, mais cedo iremos descansar. Logo pela manhã priorize o que é mais importante. A tarefa que você começar, trabalhe nela até concluir. 
Se nos atermos aos porquês dos problemas, vamos perder tempo. Problemas devem ser resolvidos. Ficamos muitas vezes distraídos, preocupados, até mesmo assustados. Isso nos impede de prosseguir. Ficamos sem ação, paralisados. Para sermos vencedores precisamos estar atentos a todas as possibilidades. Às vezes, o improvável acontece, mas nem por isso devemos desistir. A vida é uma corrida com obstáculos. Devemos pular e não parar. Como diz o ditado popular: “Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe”. Tenha bom ânimo. Alguém já observou que o papagaio de papel sobe contra e não a favor do vento? Jesus já advertira os seus seguidores: “no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33). 
Desespero e ansiedade não têm a capacidade de resolver problemas. O segredo é acreditar em Deus. Ele se apressa para ajudar, de tudo ele pode livrar. O importante é prosseguir, não desistir, fazer dia a dia o que puder. 

Apressa-te em dar o primeiro passo. 

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Deus no controle


Leitura Bíblica: Salmo 9.7-10

É assim que ele governa as nações e lhes fornece grande fartura (Jó 36.31). 

Foram perguntar ao filho de um capitão de um navio uma porção de coisas. O diálogo foi mais ou menos assim: - Como é o nome deste navio? - Eu não sei, meu pai sabe. - Para onde nós estamos indo? - Eu não sei, meu pai sabe. - Se acontecer algum contratempo, o que você faz? - Eu não sei, meu pai sabe. - Então você não sabe nada? - Eu não sei, mas meu pai sabe! O Rev. Samuel Barbosa diz o seguinte sobre esta ilustração: “Deus não nos pôs no mundo por acaso. Ele tem um propósito para cada pessoa e como ele é o autor de tudo, é até da nossa vontade. A nossa situação com relação ao que vai acontecer neste ano é a mesma do filho do capitão do navio: - Eu não sei, mas meu Pai sabe. E isso é suficiente”.
Jesus disse que aquele que se humilhar como uma criança herdará o reino dos céus. Parte desta humildade está neste reconhecimento de que Deus é quem sabe. Deus sabe de todas as coisas. Ele dirige nosso caminho e nos proporciona sempre surpresas agradáveis. Até mesmo quando os acontecimentos a nosso ver não são os melhores, Deus continua no controle e logo conseguimos enxergar que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Como diz a música do grupo Vineyard chamada No Controle Tu Estás: “És meu pastor e nada faltará, às águas calmas me levarás, trazendo paz ao meu viver. E pela mão vais me guiar, quando no vale eu passar. E eu não temerei. Pois no controle tu estás. No controle tu estas”. 
Deus é o criador de todas as coisas e também o sustentador. “Ele mesmo julga o mundo com justiça; governa os povos com retidão” (Sl 9.8). Que possamos aprender a descansar no Senhor. Entregar a ele a direção da nossa vida. Consultar a Deus em cada decisão. Toda honra, glória, força e poder pertencem a Deus. Ele é sobre todos, soberano Senhor. A ele seja dada toda a glória hoje e sempre. 

Busque aquele que governa.

terça-feira, 23 de abril de 2019

Ser honesto


Leitura Bíblica: Salmo 112.5-10

Usem balanças honestas, arroba honesta e pote honesto (Ez 45.10). 

Conta-se a história de um menino que andando pela rua encontrou uma carteira. Dentro havia grande quantidade de dinheiro em notas, novas algumas, outras mais velhas. Chegando em casa mostrou à mãe o que tinha achado e a mãe conseguiu descobrir num documento, o nome do dono da carteira. Tratava-se de um rico fazendeiro. No outro dia bem cedo, o menino foi até a fazenda para devolver a carteira ao seu dono. Ao receber a carteira, o fazendeiro a examinou e disse ao menino: - Está faltando aqui uma nota de R$50,00, mas como essa era a gratificação que eu estava pensando em dar a quem me devolvesse a carteira, fica uma coisa pela outra. Considere-se gratificado. O menino voltou para casa e começou a meditar na conveniência ou não da honestidade. Não seria muito melhor para ele, e para a sua família se tivesse ficado com a carteira do homem? Expôs suas dúvidas à sua mãe que lhe disse: - Meu filho, a honestidade é uma virtude do indivíduo. Ou ela é sua ou não é. Você deve ser honesto não pela atitude dos outros, mas por uma atitude sua para com você mesmo. O homem não lhe deu uma recompensa, mas isso é um problema dele, não seu. A recompensa você já recebeu na aprovação de sua consciência pelo ato que você acabou de praticar. Você não ficou mais pobre do que era, mas o fazendeiro, esse sim, ficou mais pobre para consigo mesmo, diante de sua própria consciência, pois de agora em diante cada vez que ele abrir aquela carteira, vai se lembrar da maldade que fez com você.
Muitos querem levar vantagem. Mas afinal, o que é realmente vantagem? Uma consciência tranquila ou dinheiro ganho de forma duvidosa? Podemos até enganar as pessoas, mas Deus conhece o propósito de nosso coração. Como bem disse Roy Smith: “Nenhum homem é honesto até que seja honesto para com Deus”. Feliz é quem teme ao Senhor, quem é honesto em seus negócios, em seus relacionamentos e em sua vida. 

A honestidade não prejudica, nos enriquece. 

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Xeque-Mate


Leitura Bíblica: Efésios 6.14-17

Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao Diabo, e ele fugirá de vocês (Tg 4.7).

Conta-se a história de um campeão de xadrez que era fascinado por uma pintura numa galeria de arte europeia, mostrando dois jogadores de xadrez. Um enxadrista era retratado como o diabo, olhando com desprezo para seu oponente. O outro jogador era um jovem que considerava com seriedade sua próxima jogada, reconhecendo as consequências se ele fosse perder o jogo. O título do quadro era Xeque-Mate. A mensagem estava clara: o diabo esperava capturar a alma do jovem para sempre. Depois de estudar o tabuleiro de xadrez durante horas, o campeão percebeu que o jovem ainda tinha como escapar e podia dar xeque-mate ao diabo. “Eu queria que você pudesse me escutar”, o campeão gritou para o jovem. “Embora Satanás o tenha enganado, você não precisa passar por xeque-mate. Pode dar um xeque-mate a ele. Sua vida pode ser transformada. Você, e não o diabo, tem a última jogada”.
Joel Beeke comenta esta ilustração dizendo: “Em Cristo, os crentes terão o último passo contra Satanás. Pouco antes de Cristo voltar nas nuvens, Satanás será ‘solto’ por ‘um tempo’ e lançará poderoso ataque contra a igreja (Ap 20.3,7). O crente pode bem temer que seja vencido pelo arqui-inimigo, mas, então, Cristo virá vitorioso para ferir mortalmente a cabeça de Satanás no juízo final. Cristo pegará a antiga serpente, Satanás, e o lançará nas profundezas do inferno, que ele mesmo descreve como lago de fogo eterno ‘preparado para o diabo e seus anjos’ (Mt 25.41)”’.
Embora no presente Satanás aparentemente está levando vantagem, o seu futuro será de destruição eterna. Se estamos nos sentindo derrotados em alguma área de nossas vidas, lembremos que o fim ainda não chegou. A partida só termina quando o juiz apita o final. É certo que até ao final Deus estará conosco e nos mostrará o caminho da vitória. Apesar de todos os esforços de Satanás, Cristo, o vencedor, não falhará.

Resista a Satanás com a Palavra e as promessas de Deus.

domingo, 21 de abril de 2019

O ovo da vez


Leitura Bíblica: 1Coríntios 15.1-4

Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dentre aqueles que dormiram (1Co 15.20).

Uma das maiores curiosidades da Páscoa é qual será o ovo da vez. Antigamente só existiam dois tipos de ovos de páscoa. Um que não tinha nada dentro e outro que vinha com alguns bombons dentro. Mas hoje, depois que surgiram os ovos recheados, a variedade é imensa. O preço, nem é preciso falar. Fica cada vez mais caro. O Rev. Hernandes Dias Lopes, falando desta descaracterização da Páscoa disse: “O mundo secularizado, com seu comércio guloso, criou um novo símbolo da Páscoa: o coelho. Mas, o que tem a ver o coelho com a Páscoa? Nada! O que tem a ver o chocolate com a Páscoa? Nada! O coelho é um intruso. O chocolate uma distorção. A Páscoa fala do cordeiro que foi morto e seu sangue aspergido nas batentes das portas para a salvação do povo de Israel da escravidão. Jesus é o nosso Cordeiro pascal. Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. A Páscoa fala de libertação, de redenção e salvação. Reduzir a Páscoa a belos, gostosos e caros ovos de chocolate é deturpar sua mensagem. Nada contra o chocolate. Porém, o que precisa estar no centro da Páscoa é JESUS, o Cordeiro que foi morto para nossa redenção”!
Concordo com ele, nada contra chocolate (só contra os preços dos ovos), mas neste dia devemos gastar mais tempo com a mensagem do evangelho. Nossa preparação da páscoa não pode se resumir em filas para garantir o melhor ovo de Páscoa. Precisamos conhecer melhor a história do cordeiro que foi morto, do que a história do coelhinho de páscoa ou tipos de ovos que estão à venda. Mais do que doar ovos para alguns amigos, devemos aproveitar esta data para anunciar Jesus a muitas pessoas que estão próximas de nós e não o conhecem verdadeiramente. 
Cristo morreu pelos nossos pecados, foi sepultado e ressuscitou. Esta é a boa notícia da páscoa – Cristo ressuscitou e juntamente com ele nós teremos a nossa ressurreição. 

Nossa páscoa é Jesus.

sábado, 20 de abril de 2019

O que é a Páscoa para você?


Leitura Bíblica: João 8.32-36       

Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade (1Co 5.8).

Muitas datas comemorativas perderam o sentido verdadeiro. As pessoas escolhem qualquer data e a tomam emprestada para fazer dela o que querem. Temos como exemplo a Páscoa que é hoje um feriado prolongado, no qual ninguém faz nada, alguns nem comem carne na sexta-feira. A Páscoa passou a ser também uma data que se fala sobre amizade, é um momento para confraternização, com troca de ovos de Páscoa e colomba pascal e diz que é só para comer no Domingo, Na Páscoa tem coelho e muito mais. Alguns ainda lembram da morte e ressurreição de Cristo, revistas colocam histórias de Jesus como matéria de capa. E alguns lembram de pedir perdão a Deus pelo ano de pecados, mas são poucos.        
A verdadeira Páscoa surgiu da história bíblica da libertação do povo. No final do livro de Gênesis, José e sua família, 70 pessoas, partem da terra de Gósen para o Egito protegidos por Faraó. No livro de Êxodo já são 600 mil escravos perseguidos por Faraó, fabricando tijolos. A Páscoa histórica está relacionada à décima praga – à morte dos primogênitos. Israel recebeu a ordem de preparar um cordeiro para cada lar. O sangue deveria ser aplicado na verga e nas ombreiras das portas. O sinal do sangue garantia a segurança de cada casa assim indicada. A páscoa passou então a ser a festa judaica que comemorava a libertação dos Israelitas do cativeiro egípcio. Páscoa vem do verbo hebraico pasah, passar por cima no sentido de poupar. Páscoa significa passagem (da escravidão para a liberdade).
A Páscoa era uma prefiguração da morte de Cristo. Nossa festa de Páscoa hoje é a Santa Ceia, que representa o sacrifício de Jesus na Cruz para a nossa real libertação. “Se, pois o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (Jo 8.36). Somos chamados para viver a páscoa, que é a passagem para a vida de libertação, a verdade de Cristo que nos conduz a Deus.                                     

Comemore a libertação da morte para a vida.

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Cuide de seu lar


Leitura Bíblica: 1Timóteo 5.3-8

Em minha casa viverei de coração íntegro (Sl 101.2).

As coisas mais importantes às vezes são esquecidas. Uma destas é o cuidado com nosso lar. William Hendriksen diz que “nenhuma instituição sobre a face da terra é tão sagrada quanto a família. Nenhuma é tão básica. Conforme a atmosfera moral e religiosa na família, assim será na igreja, na nação e na sociedade em geral”. Nunca é demais lembrar que devemos cuidar bem de nosso lar. Deus criou a família e quer que ela esteja bem. Uma família que conhece a Deus e edifica a sua casa sobre a rocha resiste até a grandes tempestades. Uma família que deposita em Deus sua fé, afasta-se do mal, prevenindo contra muitos perigos. Uma família que vive em paz, serve de testemunho para outras famílias. Para isso, é preciso cuidado constante. Quanto mais longe do precipício, menos chance temos de cair. Quanto maior é a nossa vida com Deus, mais distante estamos do pecado e das tentações. O inimigo não descansa. Ele tenta destruir a obra de Deus. E ele começa atacando as famílias. “Satanás fez a sua primeira oposição à vontade de Deus na terra procurando enganar e destruir a primeira unidade familiar - Adão e Eva. Ele ainda procura destruir o Reino de Deus, enfraquecendo o alicerce do lar e da família temente a Deus” (Jack Schisler). Infelizmente, muitas vezes o inimigo tem alcançado sucesso. Muitas famílias estão destruídas. Vivemos consequentemente em uma sociedade perdida, equivocada em muitos de seus conceitos. Para todo lado vemos também igrejas desestruturadas. Fato é que precisamos resistir. Lutar pela nossa família. Nunca desistir. Cuidar de nosso lar. John Mackay diz: “a vida no lar, como instituição primária e básica da sociedade, exige tratamento especial”. Deus nos abençoou, nos deu uma linda família. Não podemos diminuir esta beleza ou desprezar este presente que recebemos. Que possamos sempre dizer como Josué: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15). 

Nosso lar, morada do amor. 

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Perseguidos


Leitura Bíblica: Mateus 5.10-12

Trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos (1Co 4.12).

John Wesley estava pregando pelo país, montado em seu cavalo, meditando na palavra de Deus. Ele percebeu que em três dias ninguém o tinha perseguido, ninguém o tinha caçado, ninguém o tinha amaldiçoado, ninguém tinha tentado bater em seu corpo com paus e pedras. Então ele desceu de seu cavalo, e começou a orar e indagar em seu coração. Ele disse: “Deus, eu me tornei um homem carnal? Minha mensagem se tornou tão mundana que ninguém mais me persegue?” Exatamente neste momento de sua oração, um fazendeiro que odiava John Wesley, o via orando, pegou um tijolo, e jogou nele, que passou raspando o seu nariz. Então Wesley louvou ao Senhor, dizendo: “Deus, muito obrigado! Agora sei que o Senhor confirmou seu favor por mim”. 
Acredito que John Wesley compreendeu muito bem o ensino de Jesus que disse: “Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês” (Mt 5.11). Muitos procuram reconhecimento, aplausos. Sentem-se tristes quando as pessoas não enxergam o quanto são boas pessoas. Estas pessoas por qualquer motivo também se sentem ofendidas; são delicados, sensíveis. Desistem logo de suas lutas quando sentem a mínima oposição. 
Vamos crescer. Ter a maturidade na qual o mais importante é servir do que ser elogiado. Trabalhar mais, com maior disposição, quando houver perseguição. Lembremos que Jesus suportou tamanha dor. Sua vida foi um sacrifício de amor. “Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus” (Hb 12.2). O autor de Hebreus ainda complementa dizendo: “Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem” (Hb 12.3). 

Diante de uma boa causa enfrentaremos oposição. 

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Doar mais


Leitura Bíblica: Provérbios 22.1-5

Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza (Pv 11.24).

Conta-nos um pastor a seguinte ilustração: “João era jardineiro de diversas famílias em certa localidade. Cortava a grama e achava prazer em tratar dos canteiros dos outros. Este jardineiro era membro da igreja que eu pastoreava. Sentava-se sempre na última fileira de bancos, e tinha muito prazer em ver os outros na igreja. Em tudo que fazia parecia colocar os outros em primeiro lugar. Um dia, enquanto João contemplava a minha pobre tentativa de cuidar de um canteiro de ‘brincos de ouro’, disse-lhe: - ‘João, que têm as minhas flores? Estão muito feias, por que será’? - ‘Você não tem apanhado as flores, é por isso’, respondeu. - ‘Mas quero as flores no canteiro, João, já tenho flores demais dentro de casa’. - ‘Não vão dar com abundância nem produzir flores grandes, Jorge, se você não as tirar; apanhe-as, e dê-as aos outros e irão produzir e crescer mais e mais, e se você der as flores maiores, as pequenas irão desaparecendo’. Esta era a filosofia de vida do jardineiro João”’, diz-nos o pastor, e estou tentando fazê-la minha também - dar o melhor dos nossos dons. 
Na hora de dar alguma coisa a alguém somos muito econômicos. Às vezes até pensamos em dar certas coisas de maior valor, mas pensamos mais um pouco e desistimos. Esquecemos que dar acrescenta muito mais do que reter. Como lembra muito bem Paulo, em Atos 20.35: “Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: Há maior felicidade em dar do que em receber”. Vamos nos lembrar de que nada iremos levar deste mundo. Doar é um privilégio que temos. Ajudar o próximo é a melhor aplicação que podemos dar aos bens que Deus colocou à nossa disposição. O modo de matar nossa avareza é dar aos outros o melhor que temos. Doar é o que verdadeiramente nos torna ricos. 

Quanto mais se dá, mais fácil se torna dar.

terça-feira, 16 de abril de 2019

Coisas boas


Leitura Bíblica: Mateus 7.7-11

Tu lhes dás, e eles o recolhem, abres a tua mão, e saciam-se de coisas boas (Sl 104.28).

O otimista sempre acha que tudo está bem, tudo vai melhorar, tudo compensa. Uma vez perguntaram a um homem que tinha um defeito na perna se ele não sentia muito o prejuízo de ter uma perna mais curta do que a outra. Ele argumentou: Eu não tenho uma perna mais curta do que a outra; eu tenho uma perna mais comprida do que a outra. O Rev. Samuel Barboza disse: “Há pessoas que vivem colecionando lembranças tristes. Acumulam na mente apenas lembranças de coisas que deveriam ser esquecidas para sempre. O certo, o racional é colecionarmos lembranças alegres, lembranças que nos ajudem a viver mais positivamente, com mais otimismo, com mais alegria. Alguém disse que “a felicidade está onde nós a pomos e nunca a pomos onde nós estamos”. Outro comparou a felicidade com uma bola de futebol que o jogador luta tanto para apanhá-la e quando a apanha, chuta-a para longe de si. Jesus Cristo equaciona bem o problema da felicidade e apresenta a solução quando convida: “vinde a mim todos que vos achais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Mt 11.28).
Coisas boas têm sua origem em nossa fé em Jesus. Ele nos dá uma felicidade indestrutível, maior que a dor dos problemas, capaz de transpor barreiras que venham se levantar. Coisas boas vão além do que os nossos olhos podem ver, estão no que o Senhor tem a nos dizer. Não estão no que o mundo promete nos dar, estão nas promessas de Deus. Estas não são meras promessas, todas serão cumpridas. Deus diz: “Eu darei a vocês” (Nm 10.29). 
Vivamos em paz, cercados de otimismo, contando as bênçãos e não os problemas. “O homem bom do seu bom tesouro tira coisas boas” (Mt 12.35a). Quando a felicidade se aproximar de você, abrace-a. Mas se a tribulação e tristeza te visitarem, resista firme, busque a Deus em oração. “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta” (Mt 7.7). 

É certo que o pai do céu dará coisas boas aos que lhe pedirem.