domingo, 26 de março de 2017

Obedecer

Tito 2.11-15

Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?” (Lc 6.46).

Ser discípulo de Jesus é um grande privilégio. Mas não podemos confundir ser discípulo de Jesus com ser um filho mimado que só quer receber presentes e ser agradado. Jesus disse: “Qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lc 14.27). 
Também não podemos dizer que amamos a Deus se não temos compromisso com Ele. Isso fica claro nas palavras de Jesus que diz: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama” (Jo 14.21).
Nosso texto base em Tito 2 fala sobre os deveres dos crentes. Um cristão tem uma grande responsabilidade de ser padrão de boas obras. Paulo fala sobre a necessidade de usarmos uma linguagem sadia, um comportamento de temperança que demostre amor, uma atitude de obediência a Deus. 
Paulo nos diz que a graça salvadora de Deus nos ensina a abandonar a descrença e as paixões mundanas. Somos por Cristo educados para viver uma vida sensata, justa e piedosa. Não podemos esquecer que em Cristo somos nova criatura. O sangue de Jesus nos purifica de todo pecado. 
O caminho da obediência é um caminho de paz e alegria. É o caminho daquele que espera o dia feliz em que aparecerá a glória do nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo. Vivamos neste caminho! O único caminho verdadeiro. O caminho real no qual encontramos plenitude e vida.  


O compromisso com Deus é um privilégio, não negligencie.

sábado, 25 de março de 2017

Arrependeu do bem

Jeremias 34.8-17

Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mau perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar” (Sl 51.4).

Zedequias, rei de Judá, fez uma aliança com o povo de Jerusalém. Eles não teriam mais hebreus como escravos. Mas depois se arrependeram de sua promessa e trouxeram de volta os escravos que haviam despedido. Isso deixou o Senhor muito irado. Ao recapturarem os escravos, eles mostraram o seu desprezo pela lei e quebraram o pacto que haviam feito. Naquela época quando duas pessoas queriam contratar um pacto entre si, era comum cortar um animal longitudinalmente em duas metades, que eram colocadas no chão; então, passavam entre elas, como que invocando sobre si mesmos o destino do animal, caso quebrassem o pacto. Em Jeremias 34.18-20, Deus anunciou que traria de volta o exército babilônico para fazer com os homens de Jerusalém exatamente como haviam feito ao bezerro que haviam matado para firmar o pacto de libertação dos escravos. 
Este povo que constantemente demostrou ser um povo duro de coração, que não se arrependia de seus pecados, mostrou-se fraco em cumprir um compromisso. Foram rápidos para se arrependerem do bem que estavam fazendo. Foi louvável a atitude de deixar livres os escravos, mas o bem que fizeram durou pouco tempo, pois se arrependeram dele. Por isso, receberiam castigo da parte de Deus por sua desobediência. Precisamos reconhecer que somos pecadores. Arrepender de nossos pecados. É triste, quando como este povo, nosso arrependimento é somente de coisas boas que fazemos.  


Arrepender-se só do pecado e do mal. 

sexta-feira, 24 de março de 2017

Os Recabitas

Jeremias 35.2-14

Buscai o SENHOR e o seu poder, buscai perpetuamente a sua presença” (1Cr 16.11).

Deus ordenou que Jeremias oferecesse vinho aos recabitas. Jeremias os convidou a virem ao templo, e lhes serviu vinho, mas eles não aceitaram. Eles seguiam uma tradição de seus ancestrais de não beber, habitar em tendas, sem casas nem plantações. Não pretendiam desobedecer a tradição. O convite ao vinho foi apenas um teste e demonstrou como aqueles nômades eram zelosos. A aplicação deste acontecimento foi dada por Deus ao povo de Israel no v.14: “Os descendentes de Jonadabe têm obedecido à sua ordem de não beber vinho. E até hoje nenhum deles bebe, pois todos obedecem ao mandamento que ele deu. Mas eu sempre tenho falado a vocês, e vocês não têm obedecido.” A indignação de Deus era grande. A palavra de um mero ancestral foi respeitada, mas a palavra do Senhor foi continuamente desprezada. Em Jeremias 2.11, encontramos uma citação parecida: “Houve alguma nação que trocasse os seus deuses, posto que não eram deuses? Todavia, o meu povo trocou a sua Glória por aquilo que é de nenhum proveito”.
O quanto damos importância ao nosso compromisso com Deus? Será que seguidores de Buda ou de qualquer líder religioso tem mais responsabilidade do que nós, seguidores do Deus verdadeiro? Jesus disse: “Qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lc 14.27). Ele também disse: “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama” (Jo 14.21).


O compromisso com Deus é um privilégio, não o negligencie.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Pomodoro

Josué 1.8-9

Há tempo para todo propósito e para toda obra” (Ec 3.17b).

O Método Pomodoro é uma técnica criada por Francesco Cirillo para amplificar a produtividade e promover um melhor aproveitamento de tempo. Consiste em concentrar-se por 25 minutos e nestes minutos não interromper o que estiver fazendo. Não parar para olhar notificações do celular, atender telefone ou desviar o pensamento para outras coisas. No final destes 25 minutos deve-se fazer uma pausa de 5 minutos. Podendo fazer o que quiser neste intervalo de tempo. Depois, voltar para mais 25 minutos de concentração. Estes 25 minutos de foco seguidos de 5 minutos de descanso podem ser repetidos algumas vezes (A cada 4 pomodoros, descansar por um tempo maior de meia hora). 
Estamos sujeitos à distração, e se não houver disciplina, o Facebook, Twitter, e-mail pessoal ou qualquer outra coisa roubará nosso tempo e nunca conseguiremos produzir nada com a impressão de “falta de tempo”. Muitos não conseguem concentrar-se nem por 10 minutos. Infelizmente, isso se aplica à vida devocional. Muitos não conseguem orar por mais de 1 minuto, ler a Bíblia por 5, ouvir a mensagem de domingo quando o pastor passa dos 15 minutos. Tenho usado esta técnica para meus estudos e para escrever textos. Tem sido muito bom. Aumentando o poder de concentração exclusiva. Pense bem. Quanto tempo você consegue ficar de forma exclusiva meditando na Palavra de Deus?


Fica a dica. Use este método para seus estudos e oração. 

quarta-feira, 22 de março de 2017

Líder verdadeiro

Romanos 12.4-8

O que preside, com diligência; quem exerce misericórdia, com alegria.” (Rm12.8b).

Um grande líder cristão, disse: “O mundo está muito necessitado de líderes. Está tão ansioso que, ao ouvir a voz de alguém, o segue. E é uma tragédia que siga tão bem a um líder mau como a um bom. No ato de seguir a qualquer líder, o homem se parece com as ovelhas. Se observarmos um rebanho mudando-se de um pasto para outro, veremos que todo o rebanho seguirá a primeira ovelha que se colocar à frente. E muitas vezes, antes que o pastor tenha tempo de abrir o portão, a ovelha guia pula a cerca, na pressa de comer o sal ou beber a água, e todas as demais lhe seguem o exemplo”.
Cada vez mais o mundo necessita de líderes verdadeiros. 
Em um estudo sobre liderança, o Rev. Samuel Vieira ressalta as principais características de um líder verdadeiro. São estas: Integridade, Competência, Visão e Inspiração. O líder precisa ter integridade. Consistência entre palavra e atos. Valores e ética. O líder precisa ser competente. A habilidade de desafiar, inspirar, capacitar, modelar e encorajar. Demonstrar capacidade. O líder precisa ter visão. Antecipação do tempo. Senso de direção e preocupação com relação ao futuro: visão, sonho, alvo, planejamento. Líderes precisam saber aonde estão indo. Precisam planejar e antecipar. O líder precisa ter Inspiração. Líder precisa ser entusiástico, enérgico e ter atitude positiva acerca do futuro. Precisa inspirar. Não basta sonhar acerca do futuro. Deve ser capaz de comunicar a visão de uma forma que encoraje as pessoas. 


Se seu trabalho é exercer liderança, que a exerça com zelo.

terça-feira, 21 de março de 2017

Siga em frente

Tiago 1.1-5

Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo- me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão” (Fp 3.13).

Era uma vez um cocheiro que dirigia uma carroça cheia de abóboras. A cada solavanco da carroça, ele olhava para trás e via que as abóboras estavam todas desarrumadas. Então ele parava, descia e colocava-as novamente no lugar. Mal reiniciava sua viagem, lá vinha outro solavanco e... tudo se desarrumava de novo. Então ele começou a ficar desanimado e pensou: “Jamais vou conseguir terminar minha viagem! É impossível dirigir nesta estrada de terra, conservando as abóboras arrumadas”. Quando estava assim pensando, passou à sua frente outra carroça cheia de abóboras e ele observou que o cocheiro seguia em frente e nem olhava para trás: as abóboras que estavam desarrumadas organizavam-se sozinhas no próximo solavanco. Foi quando ele compreendeu que, se colocasse a carroça em movimento na direção do local onde queria chegar, os próprios solavancos da carroça fariam com que as abóboras se acomodassem em seus devidos lugares. 
Esta ilustração é um bom exemplo para nossa vida. Quando paramos demais olhando os problemas, perdemos tempo e nos distanciamos das nossas metas. É claro que não podemos ignorar os problemas ou achar que eles irão se resolver sozinhos. A aplicação aqui deve ser para os pequenos problemas e distrações do dia a dia. Deixamos de fazer muitas coisas, porque pequenos empecilhos nos atrapalham. Muitos problemas tiram nosso foco e nos atrapalham em seguir adiante. 


Prossiga para o alvo, peça a Deus sabedoria. 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Acusando os outros

Mateus 7.1-5

Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça” (Jo 7.24). 

Certa vez, em uma cidade do interior de Minas, um padeiro foi ao delegado e deu queixas do vendedor de queijos que, segundo ele, estava roubando, pois vendia 800 gramas de queijo e dizia estar vendendo 1 quilo. O delegado pegou o queijo de 1 quilo e constatou que só pesava 800 gramas e mandou então prender o vendedor de queijos sob a acusação de estar fraudando a balança. O vendedor de queijos ao ser notificado da acusação, confessou ao delegado que não tinha peso em casa e por isso, todos os dias comprava dois pães de meio quilo cada, colocava os pães em um prato da balança e o queijo em outro e quando o fiel da balança se equilibrava, ele então sabia que tinha um quilo de queijo. O delegado para tirar a prova mandou comprar dois pães na padaria do acusador e pode constatar que dois pães de meio quilo se equivaliam a um quilo de queijo. Concluiu o delegado que quem estava fraudando a balança era o mesmo que estava acusando o vendedor de queijos.
Isso acontece. Somos propícios a acusar os outros naquilo que nós mesmos fazemos errado. Antes de acusar alguém deveríamos pensar se nós mesmos não estamos cometendo falhas ainda piores. Jesus disse no sermão do monte: “Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio?” (Mt 7.3). Antes de acusar os outros é preciso corrigir nossos próprios erros. O julgamento precipitado é uma agressão ao nosso próximo. Devemos esperar o melhor das pessoas e não julgar os outros conforme nossa mente poluída. 


Um dia serão revelados os segredos escondidos no escuro do coração.

Links

Mensagens Diárias (237) Ilustrações (64) Videos (40) Encorajamento (28) Pastoral (28) Estudos (27) Downloads (26) Datas (21) Áudio (20) Pão Diário (13) Devocional (12) Natal (11) Fábulas (9) Liderança (9) Páscoa (9) Oração (8) 7 Virtudes (7) Sermão (5) Dia das Mães (4) Missões (4) Dia dos Pais (3) Malaquias (3) Aniversário (2) Classe de Novos Membros (2) Cânticos Cifrados (2) Eleições (2) Estudo Bíblico (2) Família (2) Finanças (2) Frases (2) Fé para hoje (2) Ilustração (2) Ilustrações Variadas (2) Notícias (2) Podcast Mensagens (2) Política (2) Santa Ceia (2) Simplicidade (2) Slides (2) Voto (2) 181 Meditações (1) 7 Palavras da Cruz (1) A Razão de nossa fé (1) Artigo (1) Bem Aventuranças (1) Breve Catecismo (1) Calvino (1) Carnaval (1) Catecismo (1) Catecismo Maior (1) Catecismo para Crianças (1) Certeza da Salvação (1) Cinco Pontos do Calvinismo (1) Comentário (1) Confecção de Atas Eletrônicas (1) Confissão de Fé de Westminster (1) Conheça Sua Bíblia (1) Contando os dias (1) Conversão de Manasses (1) Cooperadores (1) Crise do Fazer (1) Células (1) Dadas (1) Dez Palavras (1) Dia Internacional da Mulher (1) Dia da Bíblia (1) Dia da Pátria (1) Dons (1) Doutrinas (1) Efésios; Estudo Bíblico; Comentário (1) Elevo os meus olhos (1) Enchei-vos do Espírito (1) Estudos; (1) Fides Reformata (1) Formatura 1990 SPS (1) Grandeza do Criador (1) Hinário Novo Cântico (1) Hinário Novo Cântico Cifrado (1) História dos Hinos (1) Manual Presbiteriano (1) Manual Unificado (1) Não Adulterarás (1) Opressão (1) Parábolas (1) Paz Diaria (1) Reforma (1) Rev. Andrei (1) Sete Virtudes Celestiais (1) Slide Hinos e Cânticos (1) Tentação (1) Tozer (1) Ultimato (1)