terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Semelhança de Deus

Romanos 8.28-29 

Então disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança (Gn 1.26a). 

Existe um grande chamado para nós na Bíblia que diz: Sede imitadores de Deus. Ser imitador de Deus no mundo atual é um grande desafio. Estamos cercados por egoísmo, individualismo, imoralidade. Muitos são os maus exemplos. Ser imitador de Deus também parece algo inatingível. Mas, ser imitador de Deus é apenas voltar a ser conforme Deus nos criou. Somos imitadores não como alguém que tenta ser uma outra pessoa que nada tem a ver com ela. Imitadores de Deus são aqueles que consideram o passado buscando viver conforme a sua origem. A Bíblia diz que fomos criados à imagem, conforme a semelhança de Deus. Com o pecado, esta imagem foi manchada, distorcida, apagada em parte. Por isso, Deus enviou seu Filho - Jesus Cristo - com o propósito de restaurar a plena imagem que perdemos. Jesus veio restaurar a imagem do Deus eterno. Jesus veio trabalhar nesta imagem divinal na vida de cada um de nós. Pelo sacrifício de Jesus na cruz podemos reavê-la. Paulo disse: Pois outrora éreis trevas agora sois filhos da luz. 
Fomos criados para ser semelhantes a Cristo, por isso imitadores de Deus. Ser imitador é a busca constante de ser quem você realmente é. O pecado quer matar nossa verdadeira identidade de filhos de Deus. Quer que nos vejamos feios. Que assumamos a postura do pecado que é a mentira, maldade, falsidade, imoralidade, soberba etc. Mas Deus age em todas as coisas para o nosso bem, para sermos conforme à imagem de seu filho. 
Você foi criado para se tornar semelhante a Cristo. Desde o princípio, o plano de Deus tem sido fazê-lo semelhante a seu Filho Jesus. Esse é o seu destino, esse é o propósito de sua vida. Paulo diz em Romanos: “Deus te predestinou para ser conforme a imagem de seu Filho”. Deus desde o princípio pensou o homem à sua imagem e semelhança. Em toda a criação, somente o homem tem esta percepção. 

Como filhos de Deus somos semelhantes a Deus.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Semear

Gálatas 6.7-10

Ele também lhe mandará chuva para a semente que você semear, e a terra dará alimento rico e farto. Naquele dia o seu gado pastará em grandes prados (Is 30.23).

Não se deixem enganar. Assim começa o texto de Gálatas 6.7. É este o problema. Acreditamos erradamente que é possível semear uma coisa e colher outra. Mas fato é que colheremos o que plantamos. Veja esta poesia de autor desconhecido que diz: Quem planta árvores, colhe alimento. Quem planta flores, colhe perfume. Quem semeia trigo, colhe pão. Quem planta amor, colhe amizade. Quem semeia alegria, colhe felicidade. Quem planta a vida, colhe milagres. Quem semeia verdade, colhe a confiança. Quem semeia fé, colhe a certeza. Quem semeia carinho, colhe gratidão. No entanto, há quem prefira semear tristeza e colher amargura. Plantar discórdia e colher solidão. Semear vento e colher tempestade. Plantar ira e colher inimizade. Plantar injustiça e colher abandono. 
Não se deixe enganar. Seja um semeador consciente. Escolha as melhores sementes. Diariamente espalhamos sementes por todo lado. Semeamos com nossas palavras, com o que fazemos, com o que alimentamos nosso pensamento. Até não semear é uma forma de semear a preguiça. Está diante de nós o encargo de escolher as melhores sementes e espalhar ao nosso redor confiando que Deus dará o crescimento. Como ensina Is 30.23, Deus enviará a chuva para que a semente plantada possa crescer. 
Nesta tarefa de semear, a nossa maior responsabilidade é semear a Palavra de Deus. Somos chamados para anunciar a verdade bíblica. É preciso falar sobre a razão da nossa fé e esperança. Esta palavra será semeada através de nosso testemunho diário e também através do evangelismo pessoal. Não existe melhor semente do que a palavra de Deus. É a semente que dá frutos eternos. Mesmo que ela seja rejeitada por alguns, quando plantada num bom coração frutificará não somente na vida deste, mas irá se espalhar através para outros corações. 


Ao recebermos a dádiva da colheita farta temos muitos motivos para agradecer.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Sem parar

Colossenses 4.2-6

Orem continuamente (1 Ts 5.17).

Não existe ordem mais específica e clara na Bíblia do que esta: “Orem continuamente”. Orem sempre, sem parar, sem cessar, ininterruptamente. 
Somos tentados a fazer várias coisas sem parar: comer sem parar, dormir sem parar, falar sem parar, pecar sem parar. Mas a Bíblia nos manda orar sem parar. Somos chamados a dedicar nossa vida à oração. Principalmente a oração de gratidão. Colossenses 4.2 diz: “Dediquem-se à oração, estejam alerta e sejam agradecidos”. Também como motivo de oração, nosso texto base destaca a necessidade de orar por aqueles que são portadores da mensagem do evangelho e por aqueles que irão ouvir esta palavra. Independente do motivo de oração, fica claro que precisamos sempre orar. 
Um pastor disse certa vez: “Vamos orar mais. Deus nos chamou para pregar continuamente? Ou ensinar continuamente? Ou fazer reuniões de comitê continuamente? Ou cantar continuamente? Não. Foi para isto que nos chamou: Orem continuamente. Jesus declarou que sua casa seria chamada de casa de estudo? De amigos? De música? Uma casa de exposição? Uma casa de atividades? Não. Ele disse: A minha casa será chamada casa de oração”.
Já pensou nisso? A oração é ininterrupta. Outras coisas tem seu momento próprio e dão lugar a outras atividades. Mas qual o momento apropriado da oração? Em todo o tempo. Realmente nos reunimos na igreja, cantamos em alguns momentos, separamos tempo para evangelizar, mas a oração não é só por um momento ela deve ser incessante. Podemos separar um momento específico para orar em casa, na igreja, mas a oração não termina no fim deste momento de oração. Orar é como respirar, nunca podemos parar. Enquanto nossa mente estiver ativa, em nosso pensamento sempre terá uma palavra de oração. Orar é falar com Deus. Como seria possível parar de falar com Deus? Só deixamos a oração quando nos afastamos de Deus, quando distraídos, não percebemos que ele está ao nosso lado, quando não notamos que ele ouve tudo o que falamos. 


Não deveria ser difícil orar, mais difícil deveria ser conseguir parar de orar.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Agente Secreto

Mateus 6:1-4

Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca (Pv 27.2). 

  Um dos ensinamentos de Jesus que nos chama atenção é sobre a justiça em secreto. Nós muitas vezes erramos, primeiro por não praticar a justiça como deveríamos, e depois por fazer propaganda de nossa justiça. 
Fazemos isso na maioria das vezes, por termos uma visão errada de recompensa. Achamos que os homens é que podem, vendo nossa justiça, nos recompensar. Preocupamo-nos em sermos vistos como pessoas boas e pensamos que a forma de isso acontecer é através da aparência. 
Infelizmente, esquecemos que Deus está nos vendo, e sempre que fizermos qualquer coisa, é com Ele que temos que nos preocupar. Mesmo se ninguém ficar sabendo que você tem feito boas obras, Deus sabe e o recompensará. Agora, se nosso alvo for o agradar aos outros, o texto dá a entender que a única coisa que vamos receber é o elogio dos homens, perdendo assim, os benefícios mais importantes que vêm de Deus. 
Precisamos fazer mais, e falar menos. Dar satisfação a Deus, não tentar convencer os homens da nossa bondade. Estar bem diante de Deus é a melhor forma de estarmos bem diante das pessoas. Se estivermos bem diante de Deus, as pessoas vão perceber isso, mesmo sem palavras. 
Nossa atitude diante das pessoas deve ser sempre uma atitude humilde. Devemos tomar cuidado com as expectativas que criamos nos outros através de promessas e afirmações sobre o que iremos fazer. Também não devemos fazer um auto-elogio, pois isso é muito perigoso e duvidoso.
Deve ficar bem claro, que justiça em secreto não é fazer justiça escondida, é fazer justiça, mesmo quando estamos em secreto orando em nosso quarto, como na rua diante das mais variadas pessoas. Mas, sempre com a finalidade de servir a Deus e não a de ser visto pelos homens. 
Justiça secreta é aquela que esquecemos de nós mesmos, esquecendo que fizemos algo, pois fizemos com amor, com a finalidade de ajudar e não como uma forma de receber uma retribuição. Justiça verdadeira é aquela que fazemos com a mesma intensidade tanto quando diante de uma importante platéia ou sem ninguém para nos ver. 
Precisamos trabalhar. Há muita coisa que precisa ser feita. 

Não perca tempo fazendo uma biografia de sua boas obras.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Satisfeito

Sofonias 2.1-3

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês (Mt 5.48).

Ao mesmo tempo que devemos viver com satisfação e contentamento, devemos tomar cuidado para que esta satisfação não se transforme em comodismo ou arrogância. Devemos viver contentes, mas nunca achar que já alcançamos a excelência. M.S. Cortella disse: “Excelência não é um lugar aonde você chega. Excelência é um horizonte. No dia em que você achar que chegou à excelência, você sossega. Aí você caí. Tomemos muito cuidado com a satisfação. A satisfação paralisa, a satisfação adormece, a satisfação entorpece.” Guimarães Rosa, o grande escritor mineiro, dizia: “o animal satisfeito dorme”. A satisfação pode nos deixar em um estado de tranquilidade perigosa. Quem acha que tudo está do jeito que poderia ser não avança. 
O satisfeito arrogante é cheio de certezas. Uma certeza perigosa. Como exemplo o General Sedgwick que combateu na guerra civil americana e morreu em 9 de maio de 1864 com um tiro no olho esquerdo, enquanto observava as tropas inimigas ao longe. A última frase que disse antes de morrer, em meio à Batalha de Spotsylvania, foi: Imagine, eles não acertariam nenhum elefante desta distância! 
O que nos faz crescer são as dúvidas, os desafios. A humildade que nos obriga a pensar de outra maneira, que nos faz viver com cautela. A satisfação pode também trazer consigo a armadilha do mesmo. O viver acomodado com as mesmas coisas o tempo todo. 
Das coisas que vem do passado é preciso saber separar duas situações: 1- Nem tudo que vem do passado é para ser descartado. Há aquilo que precisa ser guardado, protegido. 2 - O que vem do passado pode ser aprimorado, melhorado, reutilizado, transformado. 
Como filhos de Deus estamos sempre em formação. Nossa vida sempre será um aprendizado. E por mais que aprendamos sempre estaremos distante de atingir a perfeição em qualquer coisa. Só quando estivermos com Deus no céu é que realmente poderemos nos considerar satisfeitos.     


Quem se considera invulnerável perde a precaução.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Eu Santo?

1 Tessalonicenses 4.1-5

Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem (1 Pe 1.15).

Certa vez um pastor começou sua pregação com uma pergunta: “Se você tivesse de descrever-se com apenas cinco palavras, quais seriam elas?” Ele pediu para que seus ouvintes escrevessem em um papel estas palavras. Entre as palavras escritas havia: organizado, simpático, honesto, entre outras. Mas ninguém escreveu Santo. Parece que fica difícil descrever-se como santo. Mas a primeira coisa que deveria vir à nossa mente é a palavra Santo, pois é assim que Deus quer que nós sejamos. 
Somos filhos de Deus e devemos ser obedientes. Filhos que buscam a santidade que é o oposto da busca pelos maus desejos. 
Santificação começa com o reconhecimento de nossa real situação. Não poderá haver mudança se estamos satisfeitos da forma que estamos. Qual é sua condição espiritual?
Paulo falando sobre a sua situação em Filipenses 3.12 disse: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”.  Ele sabia que ainda não tinha alcançado seu melhor momento, mas estava buscando a cada dia crescer. 
Santo não é alguém que é perfeito, santo é aquele que em sua vida procura aprender com Deus a cada dia e sempre está buscando melhorar, não deixando se amoldar ao mundo.
É preciso lembrar que a santificação não é uma conquista pessoal, mas uma obra de Deus em nossa vida. J. C. Rayle disse: “A santificação é aquela operação espiritual interna que o Senhor Jesus realiza em uma pessoa pelo Espírito Santo, quando a chama para ser um crente verdadeiro. Ele a lava de seus pecados, e separa do seu apego natural ao pecado e ao mundo, insuflando um novo princípio em seu coração e tornando-a piedosa na vida prática.” 
Ser santo é ser separado para o uso exclusivo de Deus. Cada dia subir os degraus da santidade, vencendo as lutas pelo poder de Deus. 


Santidade sem a qual ninguém verá o Senhor

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Recebido

Jó 1.20-22

Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido? 1 Co 4.7

Todo tempo as pessoas olham ao redor comparando beleza, riqueza, conhecimento, poderes. Até parece que a vida é uma grande competição para mostrar quem é o melhor. O problema não está na comparação ou em saber diferenciar uma coisa de outra. A grande questão é a estupidez de achar que é melhor do que o outro por destacar-se em algum aspecto. E mais, não compreender que se temos alguma coisa é porque Deus nos deu.   
Jó, quando perde tudo disse sábias palavras. “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor”.  Nada do que temos ou somos vem de nós mesmos. Como então podemos ficar orgulhosos quando nos destacamos em algo, como se não fosse Deus que nos tivesse feito sobressair. Não há nada que temos, que não tenha sido recebido de Deus, portando não temos que nos orgulhar de algo que não foi mérito nosso. 
Interessante também lembrar que o que temos, além de não vir de nossa capacidade, é apenas emprestado. Até mesmo o que temos é doado para nós temporariamente. O dinheiro acaba, a sabedoria passa, o poder muda de mão. Até a vida que recebemos vai perdendo sua força. A juventude passa trazendo no seu lugar a velhice. 
Paulo ensina em Filipenses 2 que não devemos viver preocupados em receber elogios, praticando ações por vaidade e ambição egoísta. Deus nos capacita para que possamos viver melhor e não nos considerarmos melhores do que os outros. Deus nos dá coisas não apenas para nosso prazer pessoal, mas para que possamos ajudar e servir outras pessoas. Por isso Paulo diz: não cuide apenas dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. 
Além disso, o grande problema de se auto gloriar com as coisas que temos e somos é o esquecimento de dar glória a quem de direito. Toda glória, toda honra, todo elogio e reconhecimento deve ser dado a Deus. 


A humildade sempre é o caminho certo.

Links

Mensagens Diárias (212) Ilustrações (64) Videos (40) Encorajamento (28) Pastoral (28) Estudos (27) Downloads (26) Datas (21) Áudio (20) Pão Diário (13) Devocional (12) Natal (11) Fábulas (9) Liderança (9) Páscoa (9) Oração (8) 7 Virtudes (7) Sermão (5) Dia das Mães (4) Missões (4) Dia dos Pais (3) Malaquias (3) Aniversário (2) Classe de Novos Membros (2) Cânticos Cifrados (2) Eleições (2) Estudo Bíblico (2) Família (2) Finanças (2) Frases (2) Fé para hoje (2) Ilustração (2) Ilustrações Variadas (2) Notícias (2) Podcast Mensagens (2) Política (2) Santa Ceia (2) Simplicidade (2) Slides (2) Voto (2) 181 Meditações (1) 7 Palavras da Cruz (1) A Razão de nossa fé (1) Artigo (1) Bem Aventuranças (1) Breve Catecismo (1) Calvino (1) Carnaval (1) Catecismo (1) Catecismo Maior (1) Catecismo para Crianças (1) Certeza da Salvação (1) Cinco Pontos do Calvinismo (1) Comentário (1) Confecção de Atas Eletrônicas (1) Confissão de Fé de Westminster (1) Conheça Sua Bíblia (1) Contando os dias (1) Conversão de Manasses (1) Cooperadores (1) Crise do Fazer (1) Células (1) Dadas (1) Dez Palavras (1) Dia Internacional da Mulher (1) Dia da Bíblia (1) Dia da Pátria (1) Dons (1) Doutrinas (1) Efésios; Estudo Bíblico; Comentário (1) Elevo os meus olhos (1) Enchei-vos do Espírito (1) Estudos; (1) Fides Reformata (1) Formatura 1990 SPS (1) Grandeza do Criador (1) Hinário Novo Cântico (1) Hinário Novo Cântico Cifrado (1) História dos Hinos (1) Manual Presbiteriano (1) Manual Unificado (1) Não Adulterarás (1) Opressão (1) Parábolas (1) Paz Diaria (1) Reforma (1) Rev. Andrei (1) Sete Virtudes Celestiais (1) Slide Hinos e Cânticos (1) Tentação (1) Tozer (1) Ultimato (1)