segunda-feira, 21 de abril de 2008

Curando a solidão

Leitura Bíblica
Salmo 27.7-14

Aproxima-se a hora, e já chegou, quando vocês serão espalhados cada um para a sua casa. Vocês me deixarão sozinho. Mas eu não estou sozinho, pois meu Pai está comigo (Jo 16:32).

As cidades estão ficando mais populosas e com os avanços tecnológicos na área da comunicação, cada vez nos relacionamos com mais pessoas. Mesmo assim, o sentimento de solidão tem crescido a cada dia e muitas pessoas sofrem com isso. A solidão não é um problema apenas dos que moram sozinhos ou de pessoas solteiras.
A solidão já está na essência do ser humano. O homem é um ser único. Todos nós temos um sentimento de solidão que é normal. Andamos por caminhos e pensamentos únicos e, de tão singular que somos, sempre será impossível termos supridas todas as nossas carências emocionais.
O que ocorre é que muitas pessoas transformam essa solidão normal em um estado de isolamento solitário. Começam a abandonar a si mesmo por não conseguirem lidar bem com seus sentimentos, se auto desprezando, se sentindo excluídas de grupos, se sentindo incapazes de fazer amizades.
É preciso fugir dessas idéias de auto-desprezo. Compartilhar a vida é uma sensação muito boa e compensadora. Precisamos aproveitar o tempo que temos uma família ao nosso redor para nos achegarmos e desenvolvermos um relacionamento profundo e significativo. Não podemos ter medo de fazer amizades e de nos relacionarmos de forma sadia e amiga.
Os tempos de solidão vêm e vão. Podemos vencê-los buscando fazer algo por alguém ou alguma atividade que preencha o nosso tempo. Agora, a maior força em tempos de solidão é a lembrança de que nunca estamos desamparados porque temos Deus ao nosso lado. Diz a Bíblia que mesmo que nossos pais venham a nos desamparar, o Senhor nos acolherá. Nos momentos de solidão precisamos orar e buscar a presença de Deus. Quando todos desampararam Jesus ele disse: “não estou sozinho, pois o meu Pai está comigo”.

Tenha certeza de que você não está só, pois Deus existe.