terça-feira, 22 de abril de 2008

Filhos submissos

Efésios 6.1-4

Então foi com eles para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, guardava todas essas coisas em seu coração (Lc 2.51).

Por que eu devo obedecer meus pais? Esta é uma pergunta que muitos filhos se fazem hoje. Eles olham para os seus pais e os acham ultrapassados. Pensam que são auto-suficientes, sabem se cuidar e não precisam de ninguém.
Esta pergunta é respondida na Bíblia que diz: “Porque isso é justo”. É certo honrar os pais. Os filhos devem respeitar, obedecer a seus pais. É natural que isso aconteça. Filhos desobedientes são desagradáveis. Ninguém se sente tranqüilo quando vê um filho desrespeitando seu pai. Isso é uma manifestação da pecaminosidade e da rebeldia humana.
Além de dizer que os filhos devem obedecer a seus pais porque isso é justo, o texto diz também que este “é o primeiro mandamento com promessa”. A promessa é um reforço para que o mandamento seja cumprido e caracteriza a importância deste mandamento. Ela está registrada no quinto mandamento da lista dos dez mandamentos e diz: “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o SENHOR, o teu Deus, te dá.” Os filhos que querem viver bem, ter uma vida feliz e viver por mais tempo devem guardar este mandamento.
É importante lembrar também que obedecer aos pais é antes obedecer a Deus. Se alguém desrespeita seus pais, desobedece a Deus que ordenou honrar os pais. Obedecer aos pais faz parte da nossa obediência ao Senhor.
Este é um grande desafio que deve ser levado a sério por todos os filhos, independente da idade. Todos que têm seus pais ainda vivos, mesmo se já adultos e casados, devem seguir o exemplo de Jesus, que sempre respeitou seus pais. Ele pede que façamos o mesmo. Que os filhos possam reconhecer o privilégio de terem os seus pais por perto. Que possam sentir o prazer de estar reverenciando aqueles que sempre cuidaram deles e os amaram mais do que a si mesmos.

Um filho sábio honra, reverencia e ama seus pais.