domingo, 11 de setembro de 2011

Áudio MP3 dia 11/09/2011


Tema: As bem-aventuranças
Download do arquivo aqui
Link Transmissão no www.justin.tv/ipbceres  
Veja abaixo mais informações e o esboço usado






Muitas partes deste texto são um resumo e adaptação do Livro de John Stott - Sermão do Monte


As Bem-Aventuranças

Texto Bíblico:  Mt 7:1-1-12

Matthew 5:1-12 Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; 2 e ele passou a ensiná-los, dizendo:  3 Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus. 4 Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. 5 Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra.  6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos. 7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8 Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus. 9 Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. 10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. 11 Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. 12 Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.”
Luke 6:19-26   19 E todos da multidão procuravam tocá-lo, porque dele saía poder; e curava todos.  20 Então, olhando ele para os seus discípulos, disse-lhes: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o reino de Deus.  21 Bem-aventurados vós, os que agora tendes fome, porque sereis fartos. Bem-aventurados vós, os que agora chorais, porque haveis de rir.  22 Bem-aventurados sois quando os homens vos odiarem e quando vos expulsarem da sua companhia, vos injuriarem e rejeitarem o vosso nome como indigno, por causa do Filho do Homem.  23 Regozijai-vos naquele dia e exultai, porque grande é o vosso galardão no céu; pois dessa forma procederam seus pais com os profetas.  24 Mas ai de vós, os ricos! Porque tendes a vossa consolação.  25 Ai de vós, os que estais agora fartos! Porque vireis a ter fome. Ai de vós, os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar.  26 Ai de vós, quando todos vos louvarem! Porque assim procederam seus pais com os falsos profetas.
Exórdio: O Sermão do monte é o esboço mais completo, em todo o novo testamento, de um sistema de valores cristãos, tudo completamente diferente do mundo que não é cristão.
E esta é a vida do reino de Deus, uma vida humana realmente plena, mas vivida sob o governo divino.
“Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e ele passou a ensiná-los, dizendo” (MT 5:1-2)
Não há dúvida de que o propósito principal de Jesus ao subir uma colina ou montanha para ensinar era fugir das “numerosas multidões”.
Jesus procurava ficar só para orar e também para dar instruções mais concentradas aos seus discípulos.
Jesus assentou-se, assumindo a posição de um mestre ou legislador, e seus discípulos aproximaram-se dele para aprender dos seus ensinamentos.
Então ele passou (uma expressão que indica a solenidade do seu pronunciamento) a ensiná-los.
O Caráter do Cristão:
As Bem-Aventuranças
As bem-aventuranças enfatizam oito sinais principais da conduta e do caráter cristãos, especialmente em relação a Deus e aos homens, e as bênçãos divinas que repousam sobre aqueles que externam estes sinais.   
As bem-aventuranças descrevem o caráter equilibrado e diversificado do povo cristão.
São oito qualidades que cada cristão deve ter.
Cada qualidade foi elogiada, enquanto cada pessoa que a possui foi declarada “bem-aventurada”. A palavra grega makarios significa “feliz”. O homem que reagir ao seu ambiente com esse espírito terá uma vida feliz.
As promessas de Jesus nas bem-aventuranças têm cumprimento presente e futuro.
8 Qualidades   -  4  Deus      4 Próximo
As quatro primeiras bem-aventuranças descrevem o relacionamento do cristão com Deus, e as outras quatro, o seu relacionamento e deveres para com o próximo.
1. Os humildes de espírito (v.3)
3 Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Filipe Fontes
Interpretado de maneira diferente. Alguns acreditaram que Jesus estava falando de pobreza financeira.
Francisco de Assis – Voto de pobreza.
Se fosse verdade que o podre é bem-aventurado Jesus não teria dito para ajudarmos aos pobres porque ajudando-os estaríamos tirando eles de sua felicidade.
Luke 6:19-26   19 E todos da multidão procuravam tocá-lo, porque dele saía poder; e curava todos.  20 Então, olhando ele para os seus discípulos, disse-lhes: Bem-aventurados vós, os pobres, porque vosso é o reino de Deus.  21 Bem-aventurados vós, os que agora tendes fome, porque sereis fartos. Bem-aventurados vós, os que agora chorais, porque haveis de rir.  22 Bem-aventurados sois quando os homens vos odiarem e quando vos expulsarem da sua companhia, vos injuriarem e rejeitarem o vosso nome como indigno, por causa do Filho do Homem.  23 Regozijai-vos naquele dia e exultai, porque grande é o vosso galardão no céu; pois dessa forma procederam seus pais com os profetas.  24 Mas ai de vós, os ricos! Porque tendes a vossa consolação.  25 Ai de vós, os que estais agora fartos! Porque vireis a ter fome. Ai de vós, os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar.  26 Ai de vós, quando todos vos louvarem! Porque assim procederam seus pais com os falsos profetas.
Mesmo passando por limitações nesta terra é rico para com Deus.
Mesmo quando fala que o pobre é bem aventurado não está se referindo a sua pobreza e sim a alegria de ter o reino dos céus.
Portanto, o caminho de Cristo é diferente do caminho do mundo, e cada cristão, mesmo sendo como Paulo e “nada tendo”, pode dizer-se “possuindo tudo” (2 Co.6:10).
Mesmo sendo pobre pode enriquecer a muitos (2 Co 6:10)
O pobre tem um carinho e cuidado especial de Deus. Quem oprime e despreza o pobre é considerado uma pessoa má..
Humilde dependência de Deus
O que sabe que não têm capacidade de salvar-se a si mesmo e que, por isso, busca a salvação em Deus, reconhecendo que não tem direito à mesma.
Ser “humilde (pobre) de espírito” é reconhecer nossa pobreza espiritual ou, falando claramente, a nossa falência espiritual diante de Deus, pois somos pecadores, sob a santa ira de Deus, e nada merecemos além do juízo de Deus.
HSG
Parece obvio e fácil a necessidade de ser humilde, mas não é bem assim na prática. Por mais que falemos que somos miseráveis pecadores de certa forma nos julgamos melhores (mesmo que devotando a Deus nossa melhora)
Por mais que falemos em graça. Nosso trabalho e motivação para as obras é mais uma preocupação com as conseqüências de um caminho errado do que boa vontade.
Esses, e tão somente esses, recebem o reino de Deus. Pois o reino de Deus que produz salvação é um dom tão absolutamente de graça como imerecido.

2- Os que choram (v.4)
4 Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados.
Lucas 6:25b “Ai de vós, os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar.” 
Também não podemos confundir este choro. Deus não é inimigo da alegria e sim da folia.  HSG
Que Deus recrimina é a alegria da falta de temor, da blasfêmia.
Uma alegria irreverente que ri da desgraça alheia, que se alegra contando seus pecados... Acha graça de suas histórias e aventuras...
Isaiah 57:18-21   18 Tenho visto os seus caminhos e o sararei; também o guiarei e lhe tornarei a dar consolação, a saber, aos que dele choram.  19 Como fruto dos seus lábios criei a paz, paz para os que estão longe e para os que estão perto, diz o SENHOR, e eu o sararei.  20 Mas os perversos são como o mar agitado, que não se pode aquietar, cujas águas lançam de si lama e lodo.  21 Para os perversos, diz o meu Deus, não há paz.

Isaiah 57:14-15   14 Dir-se-á: Aterrai, aterrai, preparai o caminho, tirai os tropeços do caminho do meu povo.  15 Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos.
Não são os que choram a perda de uma pessoa querida, mas aqueles que choram a perda de sua inocência, de sua justiça, de seu respeito próprio
Cristo não se refere a tristeza do luto, mas a tristeza do arrependimento.
Uma coisa é ser espiritualmente pobre e reconhecê-lo; outra é entristecer-se e chorar por causa disto. Confissão é uma coisa, contrição é outra.
            Precisamos, então, notar que a vida cristã, de acordo com Jesus, não é só alegria e risos.
Jesus chorou pelos pecados de outros, pela maldade do mundo.  Nós também deveríamos chorar mais pela maldade do mundo.
“Torrentes de água nascem dos meus olhos, porque os homens não guardam a tua lei.” - (SL 119:136).
Mas não apenas os pecados dos outros que deveriam nos levar as lágrimas, pois temos os nossos próprios pecados para chorar.
Não é choro de culpa com desculpa ou sentimento de inferioridade abandonando a luta -  É aquele que chora mas ao mesmo tempo trabalha tentando agir corretamente.

Lamentations 3:39-40   39 Por que, pois, se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados.  40 Esquadrinhemos os nossos caminhos, provemo-los e voltemos para o SENHOR.

Colossians 3:13-14  13 Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;  14 acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.

Tais pessoas que choram, que lamentam a sua própria maldade, serão consoladas pelo único consolo que pode aliviar o seu desespero, isto é, o perdão da graça de Deus.  



3. Os mansos (v.5)
5 Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra. 
Gentil, humilde, atencioso, cortês e, portanto, o que exerce autocontrole, sem o qual estas qualidades seriam impossíveis.
Essas pessoas “mansas”, Jesus acrescentou, “herdarão a terra”. Era de se esperar o contrário. Pois achamos que as pessoas “mansas” nada conseguem porque são ignoradas por todos.
São os valentões, os arrogantes, que vencem a luta pela existência. Mas a condição pela qual tomamos posse de nossa herança espiritual em Cristo não é a força, mas a mansidão.
“Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.” - (SL 37:1)
“Mas os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz.” - (SL 37:11)
“Aqueles a quem o SENHOR abençoa possuirão a terra; e serão exterminados aqueles a quem amaldiçoa.” - (SL 37:22)
“Espera no SENHOR, segue o seu caminho, e ele te exaltará para possuíres a terra; presenciarás isso quando os ímpios forem exterminados.” - (SL 37:34).
Conforme Rudolf Stier: “A auto-renúncia é o caminho para o domínio do mundo.”
Psalm 25:8-9   8 Bom e reto é o SENHOR, por isso, aponta o caminho aos pecadores.  9 Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho.
Se a pressa é inimiga da perfeição a impaciência é inimiga da confiança em Deus.
Não andeis ansiosos sejais mansos. Apresente a Deus sua angustia. Não force a barra.
O afobado queima a boa e come cru. O afogado agarra-se a qualquer palha.
Psalm 138:8  8 O que a mim me concerne o SENHOR levará a bom termo;
O Senhor cumpre o que promete...
4. Os que tem fome e sede de justiça  (v.6)  
6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos.
Fome espiritual é uma característica do povo de Deus, cuja ambição suprema não é material, mas espiritual.
É preciso ter, uma fome e sede de justiça que jamais possam ser reprimidas, ou sustadas, ou saciadas, que não procurem nada e não se importem com nada a não ser com a realização e a manutenção do que é justo, desprezando tudo o que possa impedir a sua consecução.
Talvez não exista um segredo maior no progresso da vida cristã do que um apetite sadio e robusto.

ARA Proverbs 16:26 A fome do trabalhador o faz trabalhar, porque a sua boca a isso o incita.
Se estamos conscientes de um crescimento lento, não será devido a um apetite embotado?
Ou pior – Se estamos doentes não será devido a ingestão de alimento contaminado?
Não basta chorar o pecado cometido no passado; precisamos também ter fome de justiça futura. “Pois dessedentou a alma sequiosa e fartou de bens a alma faminta.” - (SL 107:9)
5. Os misericordiosos (v.7)
7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia
Definição do termo Misericórdia = Miséria + Coração
Capacidade de sentir a dor alheia a ponto de olhar com os seus olhos, pensar com a sua mente, sentir suas emoções.
Sentir a dor alheia e envolver-se nela – Dona Hilda e a sua vizinha esta semana... (Vidro carro fechou no pescoço), Acidente de carro na rua, desce a escada e ajuda. Mozarlandia – Uma criança chorando na vizinha.
“Misericórdia” é compaixão pelas pessoas que passam necessidade.

I. A misericórdia nasce no amor de Deus por nós. A misericórdia é o reconhecimento deste amor
Efésios 2:4-5a  4 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, 5 e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo...
Efésios 2:5b-10 ...pela graça sois salvos, 6 e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus; 7 para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus.  8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;  9 não de obras, para que ninguém se glorie.  10 Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.
Nosso Deus é um Deus misericordioso e dá provas de misericórdia continuamente; os cidadãos do seu reino também devem demonstrar misericórdia.

ARA Psalm 23:6 Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.
É ter compaixão pelos outros, pois eles também são pecadores.
Misericórdia é o amor e perdão que demonstramos aos nossos irmãos independente de seu histórico de falhas.
Alice Gray - O Significado de Misericórdia
Havia um jovem no exército de Napoleão que cometeu um ato tão terrível a ponto de ser condenado à morte. Na véspera de seu fuzilamento, a mãe do jovem foi falar com Napoleão e implorou misericórdia para o filho. Napoleão replicou:
_ Mulher, seu filho não merece misericórdia.
_ Eu sei – ela disse. _ Se ele a merecesse, não seria misericórdia.
Sabemos desculpar e não perdoar – Desculpa é quando mediante uma justificativa aceitamos e recebemos alguém e o consideramos justo. Perdão é mesmo mediante a falta aceitamos nosso irmão e o tratamos com carinho.

Mais do que tolerar alguém misericórdia é agir em seu socorro com alegria
“quem exerce misericórdia, com alegria”. Rm 12:8b
Misericórdia espontânea (não apenas exercer misericórdia quando chamado, mas perceber a necessidade das pessoas
Misericórdia Sincera – Não agir falsamente. Não agir por interesse.
Misericórdia comprometida - Nem sempre estamos dispostos a fazer até mesmo as melhores e mais gostosas coisas da vida. Vontade é inconstante. Não ter vontade de fazer algo não significa que aquilo não é importante e nem que aquilo não vai nos dar prazer.
Exercer misericórdia, ajudar alguém, fazer uma visita, ir até um hospital, não deve ser apenas quando estamos com muita vontade... - COMPROMISSO
PÃO DIÁRIO
Alguma vez você evitou visitar pessoas doentes ou que perderam uma pessoa amada? O sofrimento do outro nos incomoda. E a desculpa mais comum é que não podemos ver ninguém sofrendo. Mas não é esta a razão da visita? A pessoa que sofre precisa saber que os outros se importam com ela, que não estão sozinhas em seu sofrimento.
Ou talvez evitemos visitar os que sofrem porque não sabemos o que dizer. No momento, podemos conhecer alguém que está enfrentando um divórcio, ou que perdeu o emprego, ou que tem um membro da família envolvido com a justiça. Nós sofremos por essas pessoas, mas ficamos de longe porque não temos nada para dizer. Mas, quem disse que precisamos falar? Saiba que uma lágrima vale mais que mil palavras. Um simples abraço muitas vezes é mais valioso do que todos os discursos do mundo. 
A DOR DA MISERICÓRDIA É ABENÇOADA – A aparente perda é grande lucro
O mundo prefere isolar-se da dor e da calamidade dos homens.
Acha que a vingança é deliciosa e que o perdão é sem graça quando comparado a ela.
A misericórdia é a grande chave que abre os relacionamentos.
Mas os que demonstram misericórdia encontram misericórdia. (Mt.18:21-35)

GRAVIDADE DE SE VIVER SEM MISERICÓRDIA
ROMANOS 1
18  A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça; 19 porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles, porque Deus lhes manifestou. 31  insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. 32 Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.
Mt 5:7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Colossenses 3:12  Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.


6. Os limpos de coração (v.8)
. 8 Bem-aventurados os limpos de coração, porque verão a Deus.
Ser limpo não significa ser perfeito – significa ter uma disposição sincera em buscar a pureza, almejar uma vida que agrada a Deus.
Mais do que uma pureza de aparência uma sinceridade do coração.
Expressão de pureza interior, a qualidade daqueles que foram purificados da imundície moral.
“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” - (SL 51:10)

 “O Senhor, porém, lhe disse: Vós, fariseus, limpais o exterior do copo e do prato; mas o vosso interior está cheio de rapina e perversidade.” - (LC 11:39).
Porque seria esta bem aventurança parte de nosso compromisso com o próximo?
Portanto, os limpos de coração são os sinceros. Toda a sua vida, pública e particular, é transparente diante de Deus e dos homens.
Nosso compromisso com nossos irmãos é a sinceridade
As pessoas não podem enchergar nosso coração portanto não podemos nos aproveitar disto vivendo de aparÊncias.
Criando uma imagem de nós mesmo que não existe na prática.
Alguns podem até ter uma imagem negativa quando na verdade tem um bom coração
Nas na maioria das vezes somos propensos a demonstrar uma felicidade que não existe, uma simpatia que não queremos, uma força que não temos, uma humildade que não temos, uma pureza que está muito longe da realidade de nossos corações e mentes.
Evangelho Maltrapilho – Impostor que vive em mim
“O impostor dentro de mim sussurrava: Brennan, nunca mais seja você mesmo, porque ninguém gosta de você como você é. Invente um novo “eu” que todos admirem e ninguém consiga conhecer de fato”.  
O caminho da falsidade é um agravante e não um ajudante
É como cartão de crédito – financiamento.. Gera uma ilusão de que temos o que não temos  - Mas se não tomarmos cuidado apenas vamos aumentar nossas dividas embora aparentemente estejamos vivendo uma situação “estável”
Como as centenas de amigos do orkut – Podemos desejar um bom fds para centenas de pessoas com um só clique digitando apenas 6 letras mas ao mesmo tempo não nos aproximamos verdadeiramente de ninguém.
Só os limpos de coração verão a Deus, vêem-no agora com os olhos da fé e, no porvir, verão a sua glória.
7. Os pacificadores (v.9)
9 Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.
Cada cristão tem de ser um pacificador, tanto na igreja como na sociedade.
Jamais deveríamos nós mesmos procurar o conflito ou ser responsáveis por ele.
Pelo contrário, somos chamados para pacificar, devemos ativamente “buscar” a paz, “seguir a paz com todos” e, até onde depender de nós, “ter paz com todos os homens”  
A língua como arma
1 Peter 3:8-11  8 Finalmente, sede todos de igual ânimo, compadecidos, fraternalmente amigos, misericordiosos, humildes,  9 não pagando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, pois para isto mesmo fostes chamados, a fim de receberdes bênção por herança.  10 Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente;  11 aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcançá-la.

Quando um não quer dois não brigam.. 
Pessoas que debatem muito são como cachorros que correm atrás dos carros: se pegassem um, não saberiam o que fazer com ele.
Quando um não quer, um fica insistindo.
Ou apenas conseguem sair assustados ou machucados

Romans 12:15-21  15 Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram.  16 Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos.  17 Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens;  18 se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens;  19 não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.  20 Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça.  21 Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.    

Hebrews 12:14   14 Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor,
Os pacificadores serão chamados filhos de Deus, pois estão procurando fazer o que seu Pai fez.
8. Os perseguidos por causa da justiça (vs.10-12)
10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. 11 Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. 12 Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.”
Nem toda perseguição é razão de alegria. . 
Não é ser perseguido pela justiça como os Hernandes - Mas por ter praticado a justiça....
Não é o sofrimento pelo pecado -  
1 Peter 4:14-16  14 Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus.  15 Não sofra, porém, nenhum de vós como assassino, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se intromete em negócios de outrem;  16 mas, se sofrer como cristão, não se envergonhe disso; antes, glorifique a Deus com esse nome.

1 Peter 3:13-14  13 Ora, quem é que vos há de maltratar, se fordes zelosos do que é bom?  14 Mas, ainda que venhais a sofrer por causa da justiça, bem-aventurados sois. Não vos amedronteis, portanto, com as suas ameaças, nem fiqueis alarmados;

1 Corinthians 4:11-13  11 Até à presente hora, sofremos fome, e sede, e nudez; e somos esbofeteados, e não temos morada certa,  12 e nos afadigamos, trabalhando com as nossas próprias mãos. Quando somos injuriados, bendizemos; quando perseguidos, suportamos;  13 quando caluniados, procuramos conciliação; até agora, temos chegado a ser considerados lixo do mundo, escória de todos.

Por mais que nos esforcemos em fazer a paz com determinadas pessoas, elas se recusam a viver em paz conosco. Nem todas as tentativas de reconciliação têm sucesso.
Na verdade, alguns tomam  a iniciativa de opor-se a nós e, particularmente, de nos injuriar e perseguir. Não por causa de nossas fraquezas ou idiossincrasias, mas “por causa da justiça”.
Como Jesus esperava que os seus discípulos reagissem diante da perseguição? O v.12 diz: regozijai-vos e exultai!
NÃO devemos nos vingar como o incrédulo, nem ficar de mal humor como uma criança, nem lamber nossas feridas com auto-piedade como um cão, nem simplesmente sorrir e suportar tudo como um estóico, e muito menos fazer de conta que gostamos disso como um masoquista.
Devemos nos regozijar como cristãos. Por quê? Em parte porque, Jesus acrescentou, é grande o vosso galardão nos céus (v.12a). Podemos perder tudo aqui na terra, mas herdaremos tudo nos céus. Também porque a perseguição (por causa da justiça) é um sinal de genuinidade, um certificado de autenticidade cristã, “pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós” (v.12b).
Mas o motivo principal é porque estamos sofrendo, disse ele, por minha causa (v.11), por causa de nossa lealdade para com Ele e para com os seus padrões de verdade e justiça.
Conclusão: As bem-aventuranças pintam um retrato compreensivo do discípulo cristão. Primeiro, vemo-lo de joelhos diante de Deus, reconhecendo sua pobreza espiritual e chorando por causa dela. Isto o torna manso ou gentil em todos os seus relacionamentos, considerando que a honestidade o compele a permitir que os outros pensem dele aquilo que, diante de Deus, já confessou. Mas longe dele aquiescer em seu pecado, pois ele tem fome e sede de justiça; anseia crescer na graça e na bondade. Vemo-lo, depois junto aos outros, lá fora, na comunidade humana. Seu relacionamento com Deus não o faz fugir da sociedade nem o isola do sofrimento do mundo. Pelo contrário permanece no meio deste, demonstrando misericórdia àqueles que foram golpeados pela adversidade e pelo pecado. Ele é transparente, sincero em todos os seus relacionamentos e procura desempenhar um papel tão construtivo como pacificador. Mas ninguém lhe agradece pelos esforços; antes , é hostilizado, injuriado, insultado e perseguido por causa da justiça que defende e por causa do Cristo com o qual se identifica. Tal é o homem ou a mulher que é “bem-aventurado”, isto é que tem a aprovação de Deus e alcança realização própria como ser humano.