domingo, 4 de março de 2012

Melhor é


Provérbios 8.32-36
Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Mc. 8.36)
Uma reportagem conta que algumas vacas têm um costume curioso. Mamar o leite de suas próprias tetas.
Elas desta forma consomem grande parte do leite que produzem. Uma tentativa de solução é a colocação de uma focinheira especial que impede que ela consiga alcançar suas tetas. Só que a focinheira também limita a condição delas de se alimentarem e sem alimento deixam de produzir o leite em maior quantidade. Para uma vaca, o melhor é produzir e dar o leite, mas ela escolheu bebê-lo.
Como esta vaca mamona que escolheu tomar o leite no lugar de dar, nós também, nem sempre estamos dispostos a fazer o que é melhor. Parece que bom é fazer o que queremos e não o que é melhor. Talvez possamos achar difícil discernir o que é melhor, pode ser que dúvidas estejam nos afastando das boas escolhas. Mas o próprio egoísmo do nosso coração é o principal motivo das más escolhas. Escolhemos fazer o que mais gostamos e não o que é certo e por isso melhor.
Para saber o que é melhor temos a Palavra de Deus como nosso guia nas decisões. Toda a Bíblia serve como manual para a prática de boas escolhas. A Palavra de Deus nos diz o que é melhor: É melhor ter sabedoria e conhecimento do que muitas riquezas e posição social.  É melhor ser paciente do que valente. É melhor ter pouco dinheiro e tranquilidade do que muitas posses no meio de discórdias. É melhor ser humilde do que ostentador. É melhor conviver com pessoas sábias do que com briguentas e tolas. É melhor ouvir um bom conselho do que ouvir o que parece ser um bom conselho. Melhor é a dor da crítica franca do que a sedução de elogios falsos. É melhor ganhar a vida eterna do que qualquer outra coisa deste mundo. É melhor obedecer a Deus do que oferecer sacrifícios vazios. Melhor é o compromisso sincero do que promessas falsas.
Quais têm sido nossas escolhas? Escolhemos o melhor de Deus, ou o aparente melhor para nós mesmos?

Para fazermos boas escolhas precisamos buscar o que é realmente melhor.

Rev. Hebert dos Santos Gonçalves