sexta-feira, 30 de março de 2012

No dia da angústia


"Eu sou Deus, o teu Deus...invoca-me no dia da angústia: e te livrarei, e tu me glorificarás." (Salmo 50.7,15)
1. A ocasião: "No dia da angústia..." Todos sabemos, por experiência própria, que angústia é um sentimento terrível de ansiedade, apreensão, agonia, aperto; uma inquietude profunda que oprime o coração. As causas são variadas: um acidente, um assalto, a perda do emprego, a queda das Bolsas, o término do namoro, o divórcio, o pecado, a culpa... "Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena" (Provérbios 24.10).

2. O convite: "Invoca-me..." Deus sabe da nossa angústia. E quer que lhe falemos a respeito, que Lhe peçamos ajuda ou socorro. Esta é a primeira coisa que devemos fazer num dia assim, tão terrível. "No dia da minha angústia procuro o Senhor; erguem-se as minhas mãos durante a noite, e não se cansam..." (Salmo 77.2). "O Senhor é bom, é fortaleza no dia da angústia, e conhece os que nele se refugiam" (Naum 1.7).
3. A promessa: "...te livrarei..." Quem fez a promessa? Deus, o Senhor, o Todo Poderoso! Ele é fiel! Cumpre Suas promessas. Pode ser que o socorro nos chegue de modo diferente do esperado, mas é certo que chegará. A Bíblia está cheia de testemunhos de pessoas angustiadas que experimentaram o socorro do Todo Poderoso. O Salmo 107, intitulado Deus salva de todas as tribulações, descreve situações aflitivas variadas por que passou o povo de Israel e, em cada caso, afirma: "Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e Ele os livrou das suas tribulações" (vs. 6,13, 19,28).
4. O resultado: "E tu me glorificarás!" Glorificamos a Deus com ações de graça, com adoração, com louvor, e testemunhando perante irmãos e amigos o Seu poder e a Sua bondade. Outra vez, o exemplo de Davi. Ele escreveu: "Esperei confiantemente pelo Senhor, Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. Tirou-me de um poço de perdição, dum tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. E me pôs nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão, e confiarão no Senhor... São muitas, Senhor Deus meu, as maravilhas que tens operado... Proclamei a Tua fidelidade e a Tua salvação; não escondi da grande congregação a Tua graça e a Tua verdade" (Salmo 40.1-3, 10). Isto é glorificar a Deus.
Você está vivendo um dia de angústia? Ore. Invoque o Senhor. Peça a Sua ajuda, o Seu socorro. Ele prometeu ouvir e socorrer. Depois, não se esqueça de agradecer, de testemunhar, de glorificá-Lo!