sábado, 12 de maio de 2012

Mãe



DIA DAS MÃES

VÁRIAS MENSAGENS

Diversos textos que falam sobre as mães



HISTÓRIA DO DIA DAS MÃES

A celebração do dia das mães vem desde a antiguidade. Séculos antes do nascimento de Cristo, os gregos já dedicavam às suas mães um dia do ano, com uma grandiosa festa para a deusa Rea - mãe de todos os deuses.
          No início do século XVII, a Inglaterra passou a dedicar o quarto domingo da quaresma às mães das operárias. E neste dia, todas as trabalhadoras inglesas tinham folga para ficar em casa com suas mães.
Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data comemorativa ocorreram em 1872 por iniciativa de Júlia Ward Howe, autora da letra do hino do país. Mas foi outra americana - Ana Jarvis - que depois de entrar em profunda depressão pela morte da mãe em 1907, iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em pouco tempo a comemoração se alastrou por todo o país, e alguns anos depois a data foi oficializada pelo presidente Wilson: 09 de maio.
No Brasil, o dia das mães é celebrado no segundo domingo de maio, conforme decreto assinado em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas.




“todavia, a mulher será preservada através de sua missão de mãe”!                                                                                       (1 Timóteo 2.35)
O estadista americano, Abraão Lincoln, décimo sexto presidente dos Estados Unidos, afirmou que as mãos que embalam o berço, governam o mundo. Mesmo tendo perdido sua mãe muito cedo, Lincoln disse que tudo o que era e tudo o que viria a ser devia à sua mãe. John Maxwell, o maior expoente sobre liderança cristã, na atualidade, afirmou que liderança é, sobretudo, influência. Ser mãe é ser líder, pois ninguém influencia os filhos mais do que as mães. A mãe carrega os filhos no coração, no ventre, nos braços, no bolso, nos sonhos. Em face disso, quero destacar quatro pontos importantes:
1. Mãe, uma pessoa que influencia os filhos pela oração - Muitas mães influenciaram decisivamente a vida de seus filhos pela oração. Ana orou por Samuel antes dele nascer e o consagrou a Deus depois que ele nasceu. A mulher Cananéia não desistiu de rogar a Jesus por sua filha e prevaleceu pela oração. Mônica orou por Agostinho trinta anos até vê-lo salvo. Ambrósio disse mais tarde que um filho de tantas lágrimas não poderia se perder. Suzana Wesley, mesmo tendo dezenove filhos, dos quais apenas nove chegaram à fase adulta, tirava uma hora por dia para interceder pelos filhos. Essa mãe orou pelo reavivamento espiritual da Inglaterra e Deus levantou seu próprio filho João Wesley para dar início àquele despertamento. Hoje, precisamos de mães que ousem interceder pelos seus filhos e que jamais abram mão de vê-los no altar do Senhor.
2. Mãe, uma pessoa que influencia os filhos pelo ensino da Palavra - A mãe é uma educadora. A palavra da sabedoria e a instrução da verdade devem estar em seus lábios. Eunice e Lóide ensinaram a Timóteo as sagradas letras desde a sua infância. Essas sagradas letras o tornaram sábio para a salvação. Joquebede ensinou Moisés em sua infância e ele veio a se tornar o maior líder da história de Israel. A Palavra de Deus diz que esse ensino precisa ser respaldado pelo exemplo, uma vez que o exemplo não é apenas uma forma de ensinar, mas a única maneira eficaz de fazê-lo. Antes de inculcar nos filhos a Palavra, essa Palavra precisa estar em nosso coração. Precisamos de mães educadoras, de mães que invistam tempo no ensino da Palavra a seus filhos.
3. Mãe, uma pessoa que influencia os filhos pela piedade - Há muitas pessoas que têm um alentado conhecimento da Palavra, mas não são piedosas. Há outras que têm uma agenda robusta de oração, mas são desprovidas de piedade. Precisamos de mães firmes na Palavra, comprometidas com a oração, mas, também, mães que reflitam na vida a beleza de Cristo. Precisamos de mães que transformem conhecimento em vida, teologia em piedade, mães que sejam cheias do Espírito Santo. Precisamos de mães que sejam prudentes no falar, irrepreensíveis na conduta, sensatas no agir e paradigma dos fiéis na santidade. Precisamos de mães que influenciem seus filhos a andar com Deus.
4. Mãe, uma pessoa que influencia os filhos pela correção - Muito embora, a disciplina dos filhos seja da responsabilidade do pai, a mãe também exerce com legitimidade essa função. Uma mãe nem sempre dá aos filhos o que eles querem, mas o que eles precisam. O papel da mãe como educadora não é agradar sempre os filhos, mas prepará-los para a vida, ensinando-os a amar a Deus e a serem responsáveis na vida. A disciplina é um ato responsável de amor. A disciplina pode no momento trazer lágrimas e dor, mas ao fim produz os frutos da justiça. A mãe precisa corrigir os filhos também preventivamente, alertando-os para os perigos que os cercam. Como a águia, a mãe deve colocar o ninho dos seus filhos nos lugares altos, longe dos predadores (Jó 39.27,28).
Rev. Hernandes Dias Lopes



Mãe que agrada a Deus
Por Iranildo dos Santos Tomé

Hebreus 11.5
INTRODUÇÃO.
O que significa "agradar"? Segundo Aurélio, agradar é:
1. Satisfazer o gosto de;
2. Causar prazer, satisfação;
3. Manifestar carinho, amor;
4. Causar satisfação.
Como é que a mãe pode agradar a Deus?
I. A MÃE QUE AGRADA A DEUS É AQUELA QUE TEME AO SENHOR.
1. A mãe que teme ao Senhor será louvada (Pv 31.30).
2. A mãe que teme ao Senhor é sábia.
3. A mãe que teme ao Senhor é feliz.
II. A MÃE QUE AGRADA A DEUS É AQUELA QUE ENTREGA AO SENHOR A GUARDA DA SUA FAMÍLIA.
1. Ela sabe que é Deus e não ela que mantém a unidade na sua família (Sl 127.1a).
"Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a edificam...".
2. Ela sabe que a salvação do seu lar vem do Senhor e não de suas próprias forças.
3. Ela sabe que o livramento da sua família vem do Senhor (Sl 127.1b).
"...se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia a sentinela".
III. A MÃE QUE AGRADA A DEUS É AQUELA QUE MANTÉM UMA VIDA DE ORAÇÃO.
1. Ela ora pelos seus filhos.
2. Ela ora pelo seu marido.
3. Ela suplica o perdão de Deus para a sua família (Jó 1.5)
IV. A MÃE QUE AGRADA A DEUS É AQUELA QUE SABE QUE A SUA RECOMPENSA VEM DO SENHOR.
1. Receberá o galardão porque serviu ao Senhor (Cl 3.24).
"Sabendo que do Senhor recebereis a recompensa da herança, porque a Cristo, o Senhor, é que estais servindo."
2. Receberá o galardão porque agradou ao Senhor (Sl 37.4).
"Agrada-te do Senhor e ele concederá os desejos do teu coração."
3. Receberá o seu galardão porque foi fiel ao seu Deus. (Ap 2.10)
"Sê fiel até à morte e recebereis a coroa da vida."
CONCLUSÃO.
É você uma mãe que agrada ao Senhor? O Senhor está contente Com a sua vida?





Salmo 131
O Que mais poderia querer uma mãe?
Um carro de presente?
Uma viajem de férias – longe de seus filhos?
Mais um filho e que seu marido desse a luz no lugar dela?
A mãe deseja o bem de seu filho e por isso luta com todas as suas forças e de todas as formas. (Amanhã darei alguns exemplos bíblicos disso)
Portanto como homenagem para as mães gostaria de pedir a Deus que dê a cada mãe força para alcançar o objetivo maior de uma mulher como mãe.
Pedir a bênção de Deus sobre os filhos. (Saúde – Educação – Direção)
Mas a pessoa que mais pode fazer isso é você mesma, mãe – saiba que depois de Jesus, você é a intercessora maior pelos seus filhos. Não deixe de orar por eles.
Agradecer a Deus pelo presente que ele deu a vocês as fazendo mãe
O sossego efetuado por Deus para quem busca nele abrigo, para quem espera nele é comparado com o sossego efetuado por uma mãe ao seu filho que se amamenta nela. 

TEMA: FAMÍLIA – Dia das Mães – Filhos Submissos
Texto Bíblico: Efésios 6:1-3
PALAVRA AS MÃES
Como homenagem para gostaria de pedir a Deus que abençoe os seus filhos. (Saúde – Educação – Direção)
Mãe, lembre que você é a pessoa na terra que Deus mais utiliza para que isso aconteça.
MÃE ABRIGO DO CORAÇÃO DOS FILHOS
Abrigo do ventre materno.
Carrega seu filho 9 meses

1- PAZ DE SUA PRESENÇA
Abrigo da amamentação.
“Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua MÃE, como essa criança é a minha alma para comigo.” - (SL 131:2)
O sossego efetuado por Deus para quem busca nele abrigo, para quem espera nele é comparado com o sossego efetuado por uma mãe ao seu filho que se amamenta nela. 

2- PALAVRAS DE INSTRUÇÃO E ENSINO
Abrigo da instrução
Filho meu, ouve o ensino de teu pai e não deixes a instrução de tua MÃE. - (PV 1:8)
Provérbios 15:20  O filho sábio alegra a seu pai, mas o homem insensato despreza a sua mãe.
3- SEU EXEMPLO DE FÉ
Abrigo de seu exemplo de fé
2 Timóteo 1:5 “pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti.
Agradecer a Deus pelo presente que ele deu a vocês as fazendo mãe.
Neste dia mãe você tem um grande motivo para estar feliz. Saber que você é quem faz feliz os seus filhos.
Através da sua fé, de suas palavras de instrução e ensino, da paz que sua presença proporciona.

PALAVRA AOS FILHOS
Filhos Submissos        Ef.6:1-3
Por que eu deveria obedecer a meus pais?
1- Porque Deus se alegra com isso
“No Senhor...” Devemos obedecer a nossos pais, honrá-los e respeitá-los, porque isso faz parte da nossa obediência a nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
A natureza o ordena, a Lei o salienta, porém, como cristãos, temos esta grande e poderosa razão - Cristo nos pede que façamos.
Colossenses 3:20  “Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor. (porque Deus gosta disso. NTLH)
É grato – Aparece na Bíblia - Suportar aflições com paciência
É uma das maneiras pelas quais nos relacionamos com Ele, é a nossa obediência a Ele.
Mulheres - Efésios 5:22 As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor
Servos - Efésios 6:7 servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens,
A relação de filhos e pais aponta para uma relação mais elevada, o pai terreno é, pois, por assim dizer, uma lembrança do pai celestial. A relação de pai e filho deve fazer lembrar nossa relação com Deus.
Este é o mais nobre incentivo, estar agradando a Deus.

2- Porque isso é justo é natural
“Porque isso é Justo”. É certo fazer isso. O que é natural, fundamental, que prevalece desde o princípio, sempre foi assim, faz parte da natureza, é um dos componentes fundamentais da vida. 
Até o não crente sabe este princípio da natureza.
Todos sabem o quanto é feio e ridículo o desrespeito com os pais.
Filhos desobedientes são um reflexo de uma vida sem temor de Deus uma vida distanciada da palavra.
Os filhos devem obedecer aos pais. Honrar significa reverenciar, respeitar. Os filhos não devem dar aos pais uma obediência mecânica e com má vontade, devem alegrar-se com isso, mostrar reverência em suas ações.
Os filhos não podem considerar seus pais ultrapassados, não devem achar que são auto-suficientes.
Filhos que zombam de tudo que seus pais falam.
Esta é umas das feias manifestações da pecaminosidade e da rebeldia da época atual.
Diz o apóstolo: “Filhos, obedeçam aos seus pais; honrem seu pai e sua mãe, tratem-no com respeito e reverência, mostrem que compreendem a sua posição e o que ela significa.
Dois textos que descrevem filhos desobedientes retratam um caos espiritual na vida das pessoas. Isso acontece em épocas de irreligiosidade, numa época de grosseira impiedade, uma das mais chocantes manifestações de impiedade é “desobedientes a pais e mães”
Textos mostrar a gravidade do problema e como Deus fica irado e pune a transgressão da desobediência aos pais.
Rm 1:18-32
18  A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça .
28 E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes
30 ...desobedientes aos pais, 31 insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia. 32 Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que assim procedem.
II Tm.3:1-9
Vivemos dias de insubmissão excessiva e falta de disciplina, até o afeto natural está acabando.
1 Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, 2 pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, 3 desafeiçoados...
5 tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder.
Canta flua em mim Senhor.. eu recebo teu amor  - 17X e depois chega em casa e fala pra mãe ver se está na esquina.
Mt 15:4-8 “4 Porque Deus ordenou: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser a seu pai ou a sua mãe seja punido de morte.


3- Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra
Isso não é somente justo, diz ele, é também “o primeiro mandamento com promessa”. “Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa”. 5º Mandamento
A promessa é um reforço para que o mandamento fosse cumprido, caracteriza a importância deste mandamento. O esfacelamento da vida doméstica levará finalmente ao esfacelamento de todas as áreas.
Que promessa ? “Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra”.
Se querem viver bem, ter um longo período de felicidade, viver sob a bênção de Deus, honrem a seu pai e sua mãe.
Agradam a Deus os filhos que guardam este mandamento, Deus nos verá com agrado, sorrirá para nós e nos abençoará.
Hebert dos Santos Gonçalves


MÃES MÁS
Dr. Carlos Hecktheuer.
Médico Psiquiátrico


Um dia quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães,  eu hei de dizer-lhes:
____  Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde  vão, com quem vão e a que horas regressarão.
____  Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
____  Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: " Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".
____  Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto de vocês, duas horas, enquanto limpam seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
_____ Eu os amei o suficiente para os deixar ver além  do amor que eu sentia por vocês o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
_____ Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
_____ Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em momentos até odiaram).

Essas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci...

Porque no final vocês venceram também!

E em qualquer dia quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão  lhes dizer:

____ Sim, nossa  mãe era má. Era a mãe mais má do mundo....

____ As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer cereais, ovos e torradas.
____ As outras crianças bebiam  refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne,  legumes  e frutas. E ela  nos obrigava a jantar à mesas, bem diferente das outras mães que deixaam seus filhos comerem vendo televisão.
____ Ela insistia em saber onde estáamos a toda hora (tocava nosso celular nos mais diversos horários e "fuçava" nos nossos e-mails). Era quase uma prisão.
____ Mamãe tinha que saber quem eram nossos amigos e o que fazíamos com eles. Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas apenas uma hora ou menos.
____ Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela "violava as leis do trabalho intantil".  Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho que acháamos cruéis. Eu acho que ela nem dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.
____ Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade  e apenas a verdade. E quando éramos adolescentes, ela conseguia aaaté ler os nossos pensamentos.
____ A nossa vida era mesmo chata. Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos, tínhamos que subir, bater à porta, para ela os conhecer.
____ Enquanto os outros, com 12 anos, podiam voltar bem tarde, à noite, tivemos que esperar pelos 16 para chegar um pouco mais tarde e ela ainda levantava para saber se festa foi boa (só para ser como estávamos ao voltar).
____ Por causa da nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescênca.
____ Nenhum de nós esteve envolido com drogas, nem roubo, em atos de vandalismo, em iolação de propriedades, nem fomos presos por nenhum crime.

____ Foi tudo por causa dela!

____ Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o nosso melhor para sermos " PAIS MAUS", como minha mãe foi.

"Eu acho que este é um dos males do mundo de hoje: não há suficientes mães más".

Dr. Carlos Hecktheuer.
Médico Psiquiátrico



Por Tania Zagury - Educadora
Dez direitos que os pais têm esquecido de exercer na educação dos filhos:

1) Eles não devem se omitir em dar broncas - sem medo de causar traumas e frustrações - quando o filho agir  de forma que possa prejudicar  pessoas, animais e seu próprio ambiente.
2)  Quando o diálogo não funcionar dentro de casa, não tem choro nem vela; cabe aos pais a palavra final sobre qualquer tema.
3) Os pais podem, sim, proibir a filha de usar aquela saia justíssima e salto alto, em nome da segurança e da dignidade da moça. Podem também cortar as asas do filho que quer fazer tatuagens e piercings, ao perceber que ele faz isso com o uso indevido da mesada ou só para imitar os amigos.
4) Drogas: os pais têm o direito de questionar o filho, vigiá-lo e até mesmo invadir sua intimidade se desconfiarem de envolvimento com elas.
5) Os pais não devem se intimidar com a prática de muitos jovens de transformar seu quarto em fortaleza indevassável. Sempre que tiverem um bom motivo e mesmo que não sejam bem-vindos, eles estão liberados para entrar.
6) Liberdade para fazer o que se quer da vida tem limite: os pais devem exigir que os filhos estudem e podem aplicar castigos como proibir o que eles mais gostam se perceberem que eles não estão cumprindo seus deveres.
7) Os pais podem - e devem - frear o apetite consumista dos filhos. Uma coisa é comprar um tênis ou uma jaqueta por necessidade; outra bem diferente é fazer exigências só por capricho.
8) Ter conversas sérias sobre sexo é uma necessidade. Se o adolescente se negar, acusando os pais de "caretas",  eles podem exigir que o jovem se sente e ouça o que têm a dizer. Os pais também não têm a obrigação de aceitar, só porque é moderno, que os filhos mantenham relações sexuais em casa.
9) Eles não são obrigados a proporcionar luxos além de suas possibilidades,  como prêmio, quando o filho passa de ano. Ao ir bem na escola, o adolescente está apenas cumprindo sua obrigação.
10) Os pais têm direito a um mínimo de vida pessoal. Não devem se sujeitar à tirania da programação dos  adolescentes no fim de semana.



“As Mães São Flores”   -    (Jogral)       
Aderita Alves da Silva -  SAF Olinda - PE
Música do Hino: “Brilho Celeste” - 114 do H.P

As Mães são flores maravilhosas,
São lírios lindos e belas rosas,
São dálias, cravos, açucenas,

Jasmins, violetas, amenas.
1. Flores belas, simples ou perfumadas,
Todos - As Mães são flores sagradas.
2. Merecem o nosso carinho, a nossa admiração,
3. O nosso amor mais sincero, a nossa dedicação.
4. Por tudo o que elas sofrem,
1. E pelo amor que elas têm,
2. Bem merecem no seu dia
Todos - Mil beijos e parabéns !
3. As mães são símbolo de amor,
4. De sacrifícios e dores,
1. Fazemos-lhes, portanto, justiça,
Todos - Dizendo: “As mães são Flores!”

As Mães são Flores
As Mães são flores maravilhosas,
quando são meigas e carinhosas;
dando conselho, são perfumosas,
qual lírio, cravo ou lindas rosas.

CORO: Ó mães queridas, nós vos amamos,
            e neste dia vos abraçamos;
            ao Deus bendito por vós rogamos
            que  vos dê vida por muitos anos.

As mães são flores mui delicadas,
quais violetas mui perfumadas,
como as orquídeas tão desejadas,
mães virtuosas, mães dedicadas.

As mães são flores muito queridas,
como as dálias, as margaridas,
são flores raras ou preferidas,
pois nos dedicam as suas vidas.



Palavra Mãe não dá rima

Certa vez um poeta disse: “Palavra mãe não dá rima”,
Mas veja quanta beleza, a poesia nos ensina:
Mãe rima com ternura, que brota do fundo da alma.
Sua voz tão doce e pura, meus devaneios acalma.

Mãe rima com vida, vida que sai das entranhas,
Nela vejo resumida, a mais bela de todas façanhas.
Mãe rima com alegria, alegria que gozo produz,
E faz sair da agonia, o filho que leva sua cruz.

Mãe rima com flores, no jardim da existência,
Exalando seus olores, tão puros por excelência.
Mãe rima com vitória, que vem seguida da luta,
Trazendo consigo a glória de quem luta resoluta.

Mãe rima com esperança, esperança que fascina,
Inspira no filho confiança e seus passos ilumina.
Mãe rima com carinho, carinho, fé, segurança,
Que faz seguir no caminho o filho que nela descansa.

Mãe rima com brilho, brilho, calor e doçura,
Luz que irradia no filho, raios de cores tão puras.
Mãe rima com sonho, sonho de uma vida ditosa,
Moldada na face risonha, dessa mulher venturosa.

Mãe rima com lapidação, lapidação de diamante
O qual por todos os prismas, empresta seu brilho radiante
Mãe também rima com rosa a rainha de todos jardins

Tu és a mulher mais formosa: rainha tu és para mim!

Autor Desconhecido


UMA MÃE BEM-SUCEDIDA

Introdução:
Certa vez Napoleão disse o seguinte: "Deixai que a França tenha boas mães e ela terá bons filhos".
Hoje, mais do que nunca, necessitamos de mães possuidoras de um caráter cristão, mães que educarão seus filhos no caminho do Senhor...
Uma mãe bem sucedida é a chave do sucesso do lar e da nação...
Nenhuma outra força na vida da criança é tão poderosa em influência como a mãe.
Através dos séculos, a mãe tem sido um fator estabilizador na formação da história...
"O destino de uma nação", disse Napoleão, "está sempre nas mãos da mãe".
Muitos homens famosos foram influenciados por suas mães...
A mãe de George Washington era uma mulher religiosa e patriota...
Por outro lado, a mãe de Byron era orgulhosa, contenciosa e violenta...
A mãe de Nero era gananciosa, sensual, assassina...
Sem dúvida alguma, a mãe pode influenciar seu filho tanto para o bem como para o mal.
Se houve um tempo em que necessitássemos tanto de mães cristãs, este tempo se chama hoje!...

EM 1 SAM. 1, VEMOS O BELO RETRATO DE UMA MULHER QUE HONROU A DEUS...

Ana de Efraim viveu num tempo em que a nação de Israel estava num estado deplorável...
A condição espiritual daqueles dias se assemelha muito com a sociedade corrupta de hoje...
Os líderes da nação haviam falhado...
Gideão e Sansão não eram nada mais do que memórias...
O patriotismo havia desaparecido e os ideais eram baixos...
Os heróis estavam todos mortos e os profetas não haviam nascido.
Sim, a nação estava numa condição deplorável...
Um reavivamento espiritual era desesperadamente necessário...
A Bíblia nos diz que Ana tinha vindo de uma pequena cidade chamada Ramataim de Zofim...
Tudo que sabemos desta cidade é apenas o seu nome...
No entanto, nesta obscura e pequena vila. Deus tinha uma mãe, que desejava servi-lo, portanto Ele teria um profeta...
As condições eram quase as mesmas no ano de 1483.
Quem sonharia, que na pequena cidade de Eisleben, deveria nascer a esperança da Reforma na cabana de um mineiro...
Quem sonharia que Deus estava à espera de um menino robusto chamado Martinho Lutero para dirigir o mundo de volta à Palavra de Deus...
Sim, Deus sempre usa as pessoas humildes deste mundo para levar Seu grande propósito avante...

A ORAÇÃO DE ANA...

Ana, a esposa de Elcana, era uma mulher que padecia grande tristeza...
A ela tinha sido negado o que era considerado a maior glória para uma hebréia: o privilégio de ser mãe.
Durante vários anos Ana orara por um filho...
Ela ansiava poder levar um bebê consigo na peregrinação anual que fazia a Siló para adorar ao Senhor...
Chegada a época da peregrinação, estando ainda sem bebê, seu desapontamento parecia ser maior do que ela podia suportar...
As Escrituras nos dizem que ela estava profundamente triste...
Ler 1 Sam. 1:10...
Então o fardo que ela não podia repartir com amigo algum terrestre, lançou-o sobre Deus.
Ansiosamente rogou que lhe tirasse a ignomínia, e lhe concedesse o precioso dom de um filho para o criar e educar para Ele...
Ela fez um voto solene de que, se seu pedido fosse satisfeito, dedicaria o filho a Deus desde o seu nascimento...
Ao atender o seu pedido, parece que Deus estava dizendo: "Tenho encontrado uma mãe consagrada, portanto terei um servo dedicado"...
Ana orou ao Senhor, e o Senhor ouviu sua oração.
Ela recebeu a dádiva pela qual havia rogado tão fervorosamente...
Olhando para o filho, chamou-o Samuel – "pedido a Deus"...
Ela era uma mulher simples.
Ela não era educada...
Suas vestes também eram muito modestas...
Mas apesar de tudo isso, Deus ouviu sua oração...

A RESPOSTA DE ANA

Ana era uma mãe piedosa..
Desde o primeiro desapontar da inteligência do filho ela lhe ensinara a amar e reverenciar a Deus e a considerar-se como sendo do Senhor. a. Por meio de todas as coisas conhecidas que o cercavam, procurou ela elevar seus pensamentos ao Criador...
Depois de separada de seu filho, a solicitude da fiel mãe não cessou.
Cada dia ele era objeto de suas orações...
Cada ano ela lhe fazia, com suas próprias mãos uma túnica para o serviço.
Ao subir com o esposo para adorar em Siló, dava ao menino esta lembrança de seu amor...
Cada fibra da pequena veste era tecida com uma oração para que ele fosse puro, nobre e verdadeiro.
Não pedia para o filho grandezas mundanas mas rogava fervorosamente que ele pudesse alcançar aquela grandeza a que o Céu dá valor.
Ansiava que ele honrasse a Deus e fosse uma bênção para seus semelhantes...
Que recompensa teve Ana!.., e que estímulo para a fidelidade é o seu exemplo!...
Há oportunidade de inestimável valor, interesses infinitamente preciosos, confiados a toda mãe...
A humilde rotina dos deveres domésticos que as mulheres as vezes consideram uma fastidiosa tarefa, deve ser encarada como obra grandiosa e nobre...
E privilégio da mãe abençoar o mundo pela sua influência, e fazendo isto trará alegria a seu próprio coração...
Ela pode fazer retas veredas para os pés de seus filhos, através de claridade e sombra, em direção às alturas gloriosas do céu...
Mas, unicamente quando procura em sua vida seguir os ensinos de cristo, é que a mãe pode esperar formar o caráter de seus filhos segundo o modelo divino.
O mundo está repleto de influências negativas...
A moda e os costumes exercem forte poder sobre os jovens...
Se a mãe falta em seu dever de instruir, guiar e restringir, os filhos naturalmente aceitarão o mal e se desviarão do bem...
Toda mãe deve ir muitas vezes ao seu Salvador com a oração: "Ensina-nos o que faremos pela criança"; como fizera Ana...
Se ela atender à instrução que Deus dá em Sua Palavra, ser-lhe-á concedida sabedoria conforme necessitar. (PP, 611, 612).
Possa eu, prezada irmã, encorajá-la a ser uma mãe de oração...
Sua vida de oração é o fundamento de um lar cristão...
Ana era uma mãe que orava...
Ela orava por um filho e Deus a ouviu...
Ela prometeu a Deus que se Ele a abençoasse com uma criança ela o criaria e o educaria para servi-Lo-..
Ela o guiaria no caminho do Senhor...
O maior sermão que nossos filhos podem ouvir é a nossa vida...
Somos exemplos...
Maçãs não são produzidas em qualquer tipo de árvore...
Qual é a sua atitude diante de seus filhos?
Ela é mesquinha ou generosa?
Ela é negativa ou positiva, crítica ou estimuladora, cristã ou incrédula?
Ana possuía uma atitude de louvor!
Ela ensinou seu filho a amar e honrar a Deus...
Uma amiga visitante encontrou uma jovem mãe sentada com seu bebê no colo, tendo a Bíblia aberta em sua mão...
Ela perguntou: "Você está lendo a Bíblia para o seu bebê?"
"Sim", respondeu a mãe.
A visitante replicou: "Certamente você não pensa que ele vai entendê-la, não é?"
"Não", disse a mãe, "ele não vai entendê-la agora, mas desejo que a sua primeira recordação seja a de estar vendo e ouvindo a Palavra de Deus."
Mães, a escola sabatina treinará a criança; a Igreja proverá educação cristã; mas nada pode tomar o lugar do lar em prover liderança espiritual...


A SUBMISSÃO DE ANA...

Ana havia feito um voto ao Senhor...
Logo que o pequeno teve idade suficiente para separar-se de sua mãe, ela cumpriu seu voto...
Amava seu filho com toda a devoção de um coração de mãe...
Era seu único filho, uma dádiva especial do Céu, mas recebera-o como um tesouro consagrado a Deus, e não queria privar o Doador daquilo que Lhe pertencia...
Ele deveria tornar-se um servo do Senhor...
Mais uma vez Ana viajou com o esposo para Siló...
Chegando na casa do Senhor, apresentou ao sacerdote, em nome de Deus, sua preciosa dádiva...
Que maravilhoso retrato de uma mãe dedicada a Deus!...
Ana deu o menino ao Senhor...
Não aos negócios, não à sociedade, nem mesmo à sua pátria...
Ela o deu ao Senhor!

Conclusão:
Muitos grandes homens e mulheres de Deus estão servindo a Cristo hoje não por causa de seu grande talento ou habilidade, mas porque eles tinham uma mãe que os ofertou ao Senhor...
Agostinho, o grande teólogo possuía uma mãe que devotou sua vida para a formação cristã dele e sua conversão a Cristo...
Em seus primeiros anos, parecia que seus fervorosos esforços foram todos em vão.
Agostinho vivia em pecado e imoralidade; desrespeitou toda e qualquer restrição moral e rebelou-se abertamente contra Deus...
Mas um dia padecendo terrível agonia, lembrou-se das oraÇÕeS de sua mãe e arrependeu-se de seus pecados...
Ele foi gloriosamente convertido...
Certo dia, ele foi levado a dizer: "Se sou teu filho, ó Senhor, foi Porque me deste tal mãe..."
Sim, é impossível calcular o poder da influência de uma mãe que ora...
Ela reconhece a Deus em todos os seus caminhos.
Leva seus filhos ante o trono da graça e apresenta-os a Jesus, suplicando sobre eles suas bênçãos.
A influência dessas orações é para esses filhos como fonte de vida...
Essas orações, oferecidas em fé, são o sustento e a força da mãe cristã...
O poder das orações de uma mãe não pode ser calculado...
Aquela que se ajoelha ao lado do filho ou filha, em suas vicissitudes da infância, nos perigos de sua juventude, não saberá senão no juízo a influência de suas orações sobre a vida de seus filhos...
Se ela está pela fé associada ao Filho de Deus a terna mão da mãe pode afastar o filho do poder da tentação, pode conter a filha de cair em pecado...
Quando a paixão está lutando para dominar, o poder do amor, a influência restritiva, fervente, determinada da mãe, pode fazer baixar a balança para o lado do direito.




Presente para mãe

Um menino entrou na seção de lingerie de um magazine para comprar um presente para a mãe dele. Ele falou com a balconista que queria comprar uma anágua. Quando a balconista perguntou qual tamanho o menino não sabia.
“Diga, meu filho, ela é alta ou baixa, fofinha ou magrinha?” perguntou a balconista.
“Ela é perfeita” sorriu o menino. Então, a balconista embrulhou uma anágua de tamanho médio para a mãe do menino.
Dois dias depois uma senhora, um pouco constrangida, voltou à loja e trocou aquela anágua média por uma de tamanho GG.

Seja qual for a opinião do mundo, aos olhos do filho dela ela certamente continuava sendo de tamanho perfeito. - Autor desconhecido




Três homens e suas mães

- Ted escrevia para sua mãe todo dia. Ele sempre começava a carta com a mesma frase: “Minha preciosa queridinha mainha”

- Frank era tão ligado a sua mãe que quando ele mudou-se para a faculdade ele pediu que sua mãe fosse com ele. Aquela faculdade foi Harvard, e ela foi.

- Harry era mais apegado ainda com a sua mãe. Seus assessores frequentemente ficaram frustrados porque sempre que Harry tinha uma decisão difícil ele queria ligar para a mãe dele, para pedir a opinião dela.

Um psicólogo hoje talvez diria que estes homens tinham uma obsessão com suas mães. Certamente diria que eram dependentes demais. Talvez diria que eram homens que não conseguiram se realizar sozinhos, homens inseguros.

Mas, Ted Roosevelt (presidente dos EUA de 1901-09) aquele que escrevia para sua mãe todo dia, não parece ter sido um homem dependente demais.

O primo dele Franklin Roosevelt (presidente dos EUA de 1933-45), que levou sua mãe com ele para Harvard - parece que conseguiu se realizar bem na vida

Harry Truman, o sucessor de Roosevelt (presidente dos EUA de 1945-53) frequentemente ligava para sua mãe da Casa Branca para pedir sua opinião. Ele não nos parece ser um homem inseguro ou dependente.

Depender de mãe ou confiar naquela que nos criou de fato pode ser um sinal de um homem que sabe valorizar o serviço humilde e abnegado daquelas cujo serviço muitas vezes é ignorado pelo mundo. Que todos nós saibamos valorizar as nossas mães. 

- adaptado de uma pregação de Max Lucado


Prece por todas elas.

Por Ricardo Gondim
Senhor,

lembra-te das mães que amamentam suas crianças especiais, elas nos ensinam o amor mais verdadeiro;
lembra-te das mães que esperam, domingo pela madrugada, nas calçadas das penitenciárias, a oportunidade de beijar os filhos encarcerados, elas nos avisam que todo amor faz sofrer;
lembra-te das mães que, sem dormir, aguardam  seus filhos chegar, elas demonstram que zelo nasce do querer bem;
lembra-te das mães viúvas, elas se fazem de pais e são elas que tiram da morte seu poder de matar;
lembra-te das mães abandonadas pelos maridos, nelas está o eliminar pelo ódio ou o curar pela doçura;
lembra-te das mães solteiras na hora em que estão parindo, delas jorra o antídoto que enfraquece a culpa;
lembra-te das mães enlouquecidas confinadas em hospícios públicos, nelas a litania do amor dispensa qualquer nexo;
lembra-te das mães que agasalham seus filhos com jornais em calçadas urbanas, nelas o amor se transforma em teimosia;
lembra-te das mães que amamentam em campos de exilados, nelas reside a esperança, a barbárie e a indiferença humanas não conseguem relaxar a força do abraço;
lembra-te das mães que acabaram de enterrar seus filhos, delas se ouve o lamento mais dolorido e com elas ninguém esquece que é pó;
lembra-te de todas, todas as mães e outros órfãos como eu, não se sentirão esquecidos.

Soli Deo Gloria






MÃE, PRESENTE DE DEUS…

Para completar o homem, Deus a fez mulher...
Mas para participar do milagre da vida, Deus a fez mãe.
Para liderar uma casa, Deus a fez mulher...
Mas para edificar um lar, Deus a fez mãe.
Para estudar, trabalhar e competir, Deus a fez mulher...
Mas para guiar a criança insegura, Deus a fez mãe.
Para os desafios da sociedade, Deus a fez mulher...
Mas para o amor, a ternura e o carinho, Deus a fez mãe.
Para fazer qualquer trabalho, Deus a fez mulher...
Mas para embalar um berço e construir um caráter, Deus a fez mãe.
Para ser princesa, Deus a fez mulher...
Mas para ser rainha, Deus a fez mãe.

I. DEUS CRIOU A FAMÍLIA
Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra. (Gênesis 1:27, 28)

1. A família foi criada por Deus antes do pecado.
Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. (Gênesis 1:31 RA)

2. A família foi criada perfeita (Ec 7.29)
Eis o que tão-somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias. (Eclesiastes 7:29 RA)

O que tem destruído as nossas famílias são os nossos próprios pecados. Jesus disse que O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. (João 10:10 RA)

II. DEUS CRIOU OS FILHOS COMO PRESENTES PARA AS MÃES.
Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. (Salmos 127:3 RA)

1. A mãe precisa colocar seus filhos na presença de Deus para livrá-los das más influências.

2. Os pais precisam servir de exemplo para seus filhos.
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem egoístas, porque eles são egoístas;
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem desonestos, porque eles são desonestos;
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem corruptos, porque eles são corruptos.
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem péssimos maridos e péssimas esposas, porque eles são péssimos maridos e péssimas esposas;
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem mentirosos, porque eles são mentirosos;
Tem muitos pais ensinando seus filhos a serem infiéis, porque eles são infiéis.

Muitos dos problemas que temos com nosso filhos está no exemplo que damos em casa.

3. O que você deve ensinar aos seus filhos?

Ensine seu filho a amar a Deus.
Ensine seu filho a respeitar as autoridades.
Ensine seu filho a perdoar as pessoas que o ofenderam.
Ensine seu filho os bons costumes.

Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele. (Provérbios 22:6 RA)

III. DEUS AMA A FAMÍLIA E DESEJA FAZÊ-LA FELIZ.
1. Sendo Deus o criador e idealizador da família, Ele deseja que ela seja uma bênção.
2. Deus deseja libertar a família dos males que a assolam.
O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos,  e apregoar o ano aceitável do Senhor. (Lucas 4:18-19 RA)



A mãe vitoriosa
Por Iranildo dos Santos Tomé

1 SM 1.9-18
INTRODUÇÃO:
Narrar a história de Ana.
Características da mãe vitoriosa:
I. A MÃE VITORIOSA É AQUELA QUE VAI À CASA DO SENHOR (V.7).
1. A Casa do Senhor é lugar de refrigério (Sl 23.3).
"Refrigera-me a alma..."
2. A Casa do Senhor é lugar de comunhão com Deus (Sl 42.1,2).
Diz o salmista: "Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: quando irei e me verei perante a face de Deus?"
3. A Casa do Senhor é lugar de adoração (Sl 27.4).
"Uma coisa peço ao Senhor e a buscarei: que eu possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do Senhor, e meditar no seu Templo."
II. A MÃE VITORIOSA É AQUELA QUE DERRAMA A SUA ALMA EM ORAÇÃO NA PRESENÇA DO SENHOR (VV.10,15)
1. É através da oração que a nossa alma é fortalecida.
2. É através da oração que as nossas lágrimas se transformam em risos (Sl 30.5).
Para aqueles que buscam a Deus: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã".
3. É através da oração que nos é manifestada a glória do Senhor (Mt 17.1,2).
III. A MÃE VITORIOSA É AQUELA QUE CUMPRE SEUS VOTOS (VV. 11,28).
1. Como uma maneira de expressar sua gratidão ao Senhor (Sl 116.12,14).
"Que darei ao Senhor por todos os seus benefícios para comigo?...Cumprirei os meus votos ao Senhor, na presença de todo o seu povo."
2. Como uma maneira de expressar seu sacrifício ao Senhor (Sl 66.13).
"Entrarei na tua casa com sacrifícios; pagar-te-ei os meus votos".
3. Como uma maneira de expressar seu amor ao Senhor.
CONCLUSÃO.
Você tem sido uma mãe vitoriosa? Você tem ido constantemente à Casa do Senhor? Tem derramado o seu coração na Sua presença? Tem oferecido a sua vida como sacrifício a Ele?



PARA O DIA DAS MÃES

I – Cousas Que Não Compreendo.
1. Um filho não saber tratar sua mãe com carinho, respeito e amor.
2. Um filho desprezar, envergonhar-se e esquecer-se de sua mãe.
3. Nos cemitérios, os epitáfios: "À minha adorada e sempre pranteada mãe", etc.

II – Cousas Que Compreendo.
1. Um filho reconhecer que tudo que é deve à sua mãe.
2. Um filho saber premiar o sacrifício feito por sua mãe.
3. Um filho saber suavizar os sofrimentos de sua mãe com as flores de seu reconhecimento, de sua amizade, de seu amor e de sua gratidão.

W. Wilson cada dia oferecia flores à sua mãe, enquanto ela vivia.
Depois de morta, as lágrimas e as flores de nada adiantarão. Ela estará morta e nada poderá ver ou sentir.
Um filho que ampara os passos trôpegos de sua mãe.
O conselho divino: Ex. 20:12.