terça-feira, 22 de maio de 2012

Não é minha culpa


Por Nélio DaSilva
Aquele que é bom para criar desculpas, raramente é bom para qualquer outra coisa.  Benjamin Franklin
Você é responsável pela sua presente situação. 
“Mas isso não é culpa minha!” “Alguém me traiu!” “Meu marido gastou todas as nossas economias!” “Eu não fiz nada para merecer isso.” “Fui despedido injustamente!” “A vida é muito injusta!” 
Tudo isso pode ser verdade. Ainda assim, você é responsável pela sua presente situação. Por que? 
Porque é a sua vida e ninguém pode vivê-la por você. “Mas não é por minha culpa que as coisas ficaram dessa maneira!” Realmente, não é sua culpa. Mas é sua responsabilidade. E aqui que está a grande diferença. A sua circunstância atual é sua responsabilidade. Não porque não foi você quem a causou, mas porque você pode fazer algo a respeito dessa situação. 
O que passou, passou. O tempo só se move para frente, portanto, não importa de onde veio a sua circunstância, agora ela é sua responsabilidade. E isso é ótimo porque, com a graça e a bondosa mão de Deus, você pode criar um novo e magnífico momento. Você é, sim, responsávl pela sua presente situação!


Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue. Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me. Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe. Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria.  Salmos 51:3-7