quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O Natal nosso de cada dia nos dá hoje!


Por Rev. Wilson Emerick
Aproxima-se a mais importante data da cristandade. Diferentes símbolos indicam a chegada do Natal. O clima festivo seduz e contagia todo mundo. O Natal é uma festividade tipicamente cristã. Porém, a sociedade de consumo deturpou a mais pura expressão do amor de Deus. E transformou a mensagem da graça em um sofisticado produto para satisfazer os interesses comerciais. Muitos símbolos natalinos estimulam a fértil imaginação e a criativa fantasia infantis. Porém, muitos não se identificam com o Natal e até prejudicam a compreensão da mensagem original.


Deus rasgou o silêncio, fez-se carne e veio viver entre nós para sempre! – eis a grande mensagem do Natal! A mais alvissareira notícia de todos os tempos. A encarnação do Verbo é a maior demonstração do amor de Deus: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu único Filho...” (João 3.16). Concretiza-se, portanto, o plano de resgate da humanidade: Deus veio buscar e salvar o perdido! Nasce Jesus! E muda totalmente o rumo da História, sobretudo, da nossa história de vida!

Nesses dias as ruas se encontram abarrotadas de consumidores que se acotovelam para “comprar” o seu Natal. Muitos comprometem seus rendimentos para os próximos meses almejando viver um momento mágico e especial na noite de Natal. Muitos festejam a alegria artificial fabricada pela sociedade de consumo e depois amargam o dia-a-dia da realidade nua e crua da vida sofrida.

Jesus nasceu e veio trazer vida abundante (João 10.10). Como Príncipe da paz Ele deixa a paz duradoura que o mundo não pode dar (João 10.27). Mas, Ele é também o Emanuel que quer dizer “Deus Conosco”. Aliás, Ele mesmo prometeu: “Eu estarei com vocês todos os dias até o final dos tempos"! (Mateus 28.20). Deus está conosco sempre, Ele vive e permanece ao nosso lado em todas as circunstâncias da vida!

Podemos (e devemos) celebrar o natal de Cristo. Este tempo oferece uma ótima oportunidade para celebrar, louvar, agradecer, refletir, consagrar-se etc. Mas, na verdade, o verdadeiro natal não acontece somente no dia 25/12, nem no festivo mês de dezembro. O natal acontece todo dia nos corações que se abrem para Jesus nascer! Talvez, precisamos orar e clamar ao Senhor: o Natal nosso de cada dia nos dá hoje e sempre