terça-feira, 24 de junho de 2014

Dia da angústia


Salmo 50.1-15

Clame a mim no dia da angústia; eu o livrarei, e você me honrará. (Sl 50.15)

Há momentos da vida que um sentimento terrível de ansiedade, apreensão, agonia, aperto, uma inquietude profunda oprime o coração. Podemos chamar esta ocasião como o dia da angústia. Independentemente de qual o motivo desta dor e decepção, temos um caminho a seguir. Escutar o que Deus tem a dizer. E ele diz: “invoca-me no dia da angústia: e te livrarei, e tu me glorificarás" (Sl 50.15 RA).
Um convite: "Invoca-me..." Deus quer que lhe falemos a respeito da nossa dor, que Lhe peçamos ajuda ou socorro. Esta é a primeira coisa que devemos fazer num dia destes (Sl 77.2, Na 1.7).

A promessa para quem invoca a Deus é: "...te livrarei..." Muitos exemplos temos na Bíblia de pessoas que encontraram livramento: Salmo 107.6  diz: "Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e Ele os livrou das suas tribulações" (vs. 6,13,19,28). Não existe nada e nem ninguém que pode livrar o homem de suas dores como o Senhor. Deus nos diz: Agindo eu, quem impedirá?  E a resposta é direta: Ninguém! É o que relata Isaías 43.13: “Não há quem possa livrar alguém de minha mão”.
Assim livres da angústia o resultado é uma imensa alegria e gratidão. "E tu me glorificarás!" Glorificamos a Deus com ações de graça, com adoração, com louvor e testemunhando perante irmãos e amigos o Seu poder e a Sua bondade.
Sempre é preciso lembrar que a vitória pertence ao Senhor. Não devemos sair da angústia e partir para a soberba. Acreditar que vencemos porque somos melhores que os outros. “Aquele que se gloria, glorie- se no Senhor” (I Co 1.31).
No dia da angústia não devemos desistir mas olhar para Jesus o autor e consumador de nossa fé. Aquele que suportou desprezo, angústia e morte para nos salvar.
Você está vivendo um dia de angústia? Ore. Invoque o Senhor. Peça a Sua ajuda, o Seu socorro. Ele prometeu ouvir e socorrer. Depois, não se esqueça de agradecer, de testemunhar, de glorificá-Lo!                


O Senhor é bom, é fortaleza no dia da angústia.

Rev. Hebert dos Santos Gonçalves