segunda-feira, 16 de maio de 2016

Na aflição

Salmo 119.65-72 

Aos que sofrem ele os livra em meio ao sofrimento; em sua aflição ele lhes fala (Jó 36.15). 

É através das dificuldades que temos as maiores oportunidades de chegar mais perto de Deus. Quando tudo parece perdido, nossa fé é despertada, pois sabemos que nada mais pode nos ajudar a não ser a bondade do Senhor. Na hora da dor depositamos no Senhor totalmente nossa esperança. 
O sofrimento acaba com nosso orgulho e vaidade. Encaramos a realidade da vida. Passamos a pensar nas coisas do alto, dando menor valor às coisas desta terra. Conversamos mais com Deus. Desejamos estar com o Senhor. Lembramo-nos das suas promessas sobre termos um lugar no céu preparado para nós, onde não haverá mais sofrimento, nem lágrima, nem dor. Aproximamo-nos mais de Deus quando estamos passando por dificuldades, pois somos confrontados com nossos pecados. Nossa mente passa a esquadrinhar cada canto de nossa vida. Arrependidos, confessamo-nos a Deus e alcançamos seu perdão. O grande perigo está em não se aproveitar essa oportunidade. Muitos se tornam piores do que antes depois de passar por algum sofrimento. Isso ocorre geralmente porque não dão continuidade à ação iniciada no período do sofrimento. Enquanto estão em dificuldades, correm para Deus, mas quando a dor cessa afastam-se do Senhor. Neste caso, então, o sofrimento não ajuda em nada. É preciso lembrar que a comunhão com Deus iniciada no momento do sofrimento só continuará se depois das dificuldades ainda depositarmos a nossa fé no Senhor. É preciso manter nossa humildade, reconhecer nosso pecado e nos afastar dele, pensando sempre nas coisas de Deus. Não podemos pensar que só por passarmos por um sofrimento já estamos maduros e alcançamos uma garantia de santidade. 
O autor do salmo 119 disse que antes da aflição ele andava errado e depois dela passou a andar de forma correta, não apenas por ter passado pela aflição, mas por ter na aflição aprendido a guardar a palavra de Deus. 


Está doendo – é tempo de conhecer a Deus.