quinta-feira, 19 de maio de 2016

Não dá para contar

Salmo 106.1-5 

Quem poderá descrever os feitos poderosos do Senhor, ou declarar todo louvor que lhe é devido? (Sl106.2). 

É comum tentar descrever algo para outra pessoa e não conseguir. Não encontramos palavras, não temos argumentos suficientes para explicar o que queremos demonstrar. Como descrever uma viagem que fizemos? Como explicar o gosto de um alimento que comemos? Imagine como fica difícil tentar descrever a obra de Deus. É impossível fazer isso porque os feitos do Senhor são mais do que se podem contar. Por mais que existam mensagens escritas descrevendo quem é Deus, como ele realiza a sua vontade, quais os benefícios na vida de seus filhos, só pode saber realmente quem é Deus aquele que o conhece, que já experimentou a sua presença. É preciso buscar conhecer a Deus. Conhecer não apenas por meio de algo que ouvimos dizer sobre ele. Não um conhecimento de segunda mão. Jó disse no final de seu livro que por grande tempo conheceu Deus só de ouvir, mas naquele momento os seus olhos podiam vê-lo. Não podemos contentar-nos em conhecer Deus apenas à distância. Qual será o conhecimento que temos de Deus? Temos experimentado sua presença? A presença e a obra de Deus na vida dos seus acrescenta a maior realização que alguém pode almejar. São muito felizes aqueles que estão com Deus, diz o v. 3 de nosso texto. Quando ouvimos falar de uma comida boa ou de uma cidade interessante ficamos curiosos, querendo experimentar e conhecer. Pelo que ouvimos falar de Deus, temos argumentos suficientes para nos motivar a buscar conhecê-lo. Enquanto não podemos experimentar algumas das coisas de que ouvimos falar, por estarem distantes de nosso alcance, Deus está perto e nos diz: Vinde a mim, vós que estais cansados e sobrecarregados. Achegue-se a Deus e ele se achegará a você. Comece a conhecê-lo e, se você já o conhece, prossiga conhecendo-o um pouco mais a cada dia.


O conhecimento vem com a experiência.