segunda-feira, 30 de maio de 2016

O segredo

Provérbios 9.10-18 

Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido (Mt 10.26). 

Você tem algum segredo? Algo que ninguém sabe e que se fosse revelado seria motivo de grande vergonha e humilhação? Todos nós temos aspetos pessoais da vida que não são revelados para todo mundo – algumas coisas somente as pessoas mais próximas conhecem; outras, somente nós e Deus sabemos. O simples fato de guardar um segredo que não prejudica ninguém não é pecado. Não podemos é aproveitar esta possibilidade de fazer as coisas “escondidas” e achar que estamos livres para praticar o que não é correto só porque as pessoas não estão vendo. Temos de tomar cuidado com esta aparente liberdade, pois é nesta hora que provamos quem realmente somos. Ser bom, fiel, honesto e santo enquanto todos estão vendo é até fácil, mas é preciso manter estas características quando o chefe não está por perto no trabalho, quando estamos longe de casa e somos tentados ou quando a cola chega até nós na escola.
O que é proibido ou escondido parece ser mais saboroso. A transgressão da lei desperta o interesse, a ilusão de estar em vantagem e que não haverá problemas. É tolo quem pensa assim, pois Deus, a quem mais devemos respeitar, sempre está nos vendo. Não há lugar onde Deus não esteja, nem pensamento que ele não conheça. Quanto mais permanecemos escondidos em nossos segredos, mais nos aproximamos do mau caminho e de ser desmascarados. 
É preciso abandonar a falsidade e falar a verdade com as pessoas com as quais convivemos. Elas merecem nosso respeito e devem ter motivos para confiar em nós. Não se entregue à mentira nem à desonestidade. Sábio é quem teme a Deus e vive no caminho da verdade, lembrando que no dia do juízo tudo será trazido à luz – todo segredo será revelado e toda hipocrisia será desmascarada. 


Tenha como esconderijo um coração sincero.