quarta-feira, 13 de julho de 2016

Sob controle

Malaquias 2.17-3.5 

Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos (Is 55.9). 

Quando observamos os acontecimentos diários, temos a impressão de viver em um mundo descontrolado. Quem faz o mal é premiado, enquanto os honestos sofrem cada vez mais. Será que Deus não está no controle do mundo? Essa era a reclamação do povo no tempo de Malaquias. Perguntavam “Onde está o Deus do juízo?” Às vezes também somos tentados a pensar assim. Pode parecer correto, mas Deus diz que isso o aborrece. É cansar o Senhor com palavras. É questionar a capacidade de Deus de punir ou premiar. É acusar Deus de agir de forma parcial e imoral. É querer ser melhor do que Deus. 
Deus responde a essa acusação dizendo que Ele está no controle da história. Ainda não é o dia do julgamento, mas aquele dia virá. Vivemos um tempo de preparo, de oportunidade para arrependimento. Quando passamos por tribulação, somos lavados e purificados. Quem passa pelo fogo do ourives é porque tem valor para Deus. Este quadro em que os justos vão mal e os ímpios aparentemente estão bem será um dia revertido. Os que debocham de Deus terão como fim a morte. Os justos, que passaram na terra por aflições, terão na eternidade paz e alegria (Ml 4.1-3). Hoje há muita coisa que não conseguimos entender. Deus não age como nós achamos que deveria. É preciso tomar muito cuidado para não ser um questionador de Deus e de sua vontade. Seria um grande equívoco, uma demonstração de ingratidão. Devemos, sim, entregar nossas vidas em suas mãos. Não devemos desanimar de servir a Deus devido às barreiras que enfrentamos. Não devemos tê-las como obstáculos, mas como degraus para o nosso crescimento. 
Deus conhece e controla todas as coisas. Aquele que dá ao homem conhecimento, não saberá? Quem fez o ouvido, não ouvirá? O que formou o olho, não verá?


Se estamos com Deus, está tudo sob controle.